Topo
pesquisar

Tipos de Dispersões

Química

Toda mistura é chamada de dispersão. Existem três tipos de dispersões: soluções (abaixo de 1 nm), dispersões colidais (entre 1 a 1000 nm) e suspensões (acima de 1000nm).
PUBLICIDADE

As dispersões se referem às misturas em geral. Por exemplo, quando misturamos sal com água ou sal e areia obtemos duas dispersões. A substância que se encontra espalhada, de maneira homogênea (como o sal na água) ou de maneira heterogênea (como a areia na água), é denominada “disperso”. Já a água faz o papel de dispersante, nesses casos.

 

Exemplos de dispersão e seus componentes.

A diferença principal entre essas duas dispersões está no tamanho das partículas do disperso. Enquanto os grãos de areia podem ser vistos a olho nu, as partículas do sal ficam invisíveis. Baseado nisso, as dispersões podem ser classificadas em três tipos principais, que são:

Classificação dos principais tipos de dispersões.

Note, no quadro abaixo, a diferença no tamanho das partículas dispersas:

Tabela com características principais dos tipos de soluções.

* Soluções: são misturas homogêneas nas quais não conseguimos ver as partículas dispersas nem com microscópio. Alguns exemplos são o já citado sal misturado em água e também o açúcar misturado em água.

No caso das soluções, o disperso é chamado de soluto e o dispersante de solvente. As soluções não podem ser separadas por nenhum processo de filtração.

* Dispersões Coloidais ou Coloides: alguns exemplos são a maionese e a gelatina. Suas partículas não são visualizadas a olho nu, por isso muitas vezes são confundidas com sistemas homogêneos, mas são, na realidade, heterogêneos, como se pode ver com o uso de microscópios. Suas partículas não se sedimentam com a ação da gravidade, mas apenas com ultracentrífugas.

Existem vários tipos de dispersões coloidais, que são: sol, sol sólido, gel, emulsão, espuma e aerossol.

Separar esse tipo de dispersão não é possível com filtração, mas sim com uma membrana semipermeável. Suas partículas refletem e dispersam a luz.

*Suspensões: são sistemas heterogêneos, nos quais, mesmo a olho nu, é possível visualizar suas partículas. Alguns exemplos são: areia na água, argila na água, leite de magnésia e calamina.

No caso das dispersões, a luz também é refletida. E a sua separação pode ser feita por filtração comum.

Diferença entre soluções, coloides e suspensões.


* Embora alguns autores e pesquisadores tenham proposto que as partículas coloidais possuem tamanho entre 1 a 100 nm e que as suspensões sejam maiores que 100 nm, evidências experimentais tendem a aumentar esse valor para 1000 nm, sendo que esse valor é o mais aceito pela maioria dos autores. No entanto, seu comportamento macroscópico é que vai determinar realmente se a mistura é coloidal ou se é uma suspensão.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Elisãneterça-feira | 14/04/2015 10:59Hs
    Gostei da explicação,amei porque foi feio por uma graduada em Química porém ficou faltando algumas imagens,mas tirando isso foi muito bem colocado, e não me restaram mais dúvidas.
  • itallo diegosábado | 14/03/2015 13:25Hs
    muito bom me ajudou muito
  • LUAN CARLOS ARAUJO FELIPEsegunda-feira | 02/03/2015 21:38Hs
    gostei muito ! simples e objetivo
  • Jose antonio terça-feira | 24/02/2015 15:58Hs
    Muito bom, ajudou demais!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação