Topo
pesquisar

Substâncias Sintéticas

Química

PUBLICIDADE

Com o passar dos anos o homem começou a modificar algumas das substâncias orgânicas e inorgânicas encontradas na natureza, e através delas obteve outras, que por serem produzidas artificialmente, foram chamadas de substâncias sintéticas.

Exemplos de materiais sintéticos:
1. A sacarina e o ciclamato. Eles não são absorvidos pelas células de nosso organismo e, por isso, são muito utilizados por pessoas que fazem regime alimentar ou portadoras da doença chamada diabetes.

2. Os plásticos são empregados na fabricação de uma variedade muito grande de objetos. São considerados o material industrial do século XX.

3. O acrílico é uma substância sintética transparente e muito resistente a choques e pressão. Às vezes substitui o vidro. É de fácil utilização, podendo ser moldado e corado. Com ele fabricamos objetos de cores e formas variadas, obtendo-se com freqüência um efeito estético bastante interessante.

4. Os detergentes, utilizados para dissolver gorduras e removê-las, constituem outra invenção. Por isso, são largamente empregados nas atividades de limpeza industrial ou doméstica, como lavagem de pisos, tapetes, louças, roupas, etc.

5. A natureza nos fornece as borrachas naturais, ou seja, orgânicas. O homem criou a borracha sintética que, com propriedades semelhantes e custo mais baixo que o da borracha natural, pode substituí-la na maioria de seus usos.

6. Os hidrocarbonetos sintéticos: polialfaoleofinas (PAO) e os óleos hidrocraqueados destacam-se hoje por sua importância. Esses óleos são fabricados a partir de óleos minerais, porém passam por um processo de síntese que elimina os radicais livres e impurezas, deixando-os assim mais estáveis à oxidação.

7. Infelizmente os materiais sintéticos foram elaborados não só para beneficiar, mas também para prejudicar o homem. As drogas sintéticas são exemplos de mau uso dessa tecnologia. O ecstasy, denominado farmacologicamente como metileno-dimetoxi- metanfetamina e abreviado por MDMA, é uma substância fortemente psicoativa. Seu princípio ativo estimula a produção de serotonina no cérebro, substância responsável pela sensação de prazer. O grande problema é que boa parte dos consumidores não sabem exatamente o que está contido nos comprimidos distribuídos nas pistas de dança. O que o comprador acredita ser um ecstasy (o sintético MDMA), pode muitas vezes ser um coquetel químico, cujos efeitos são imprevisíveis, por isso a intensidade e a duração do efeito de um ecstasy podem variar extremamente.

Por Líria Alves
Graduada em Química

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação