Topo
pesquisar

O vinagre neutraliza o gás lacrimogêneo?

Química

O vinagre não neutraliza o gás lacrimogêneo e pode até mesmo irritar ainda mais a pele, os olhos e o nariz.
PUBLICIDADE

A onda de protestos contra o aumento das tarifas no transporte público que se iniciaram em São Paulo e se alastraram por muitas cidades brasileiras passou a ser chamada por muitos de Revolta do Vinagre”. Esse termo surgiu porque os manifestantes usaram panos molhados com vinagre para se protegerem do gás lacrimogêneo lançado pelos policiais. Eles também inalavam ou lançavam vinagre em suas roupas.

Quem portasse vinagre era detido, por isso, também passaram a chamar as séries de passeatas de Revolta da Salada e V de Vinagre”.

Mas será que isso é verdade mesmo? Será que o vinagre neutraliza os efeitos do gás lacrimogêneo?

Primeiramente, vejamos a composição de cada um e então verificaremos se isso é verdade ou mito.

O gás lacrimogêneo faz parte do grupo dos haletos orgânicos – compostos que possuem algum halogênio ligado a uma cadeia carbônica. Os haletos de ácido ou haletos de acila (grupo derivado dos haletos orgânicos e o mais comumente utilizado como gás lacrimogêneo) são compostos orgânicos que apresentam o seguinte grupo funcional em sua estrutura:

Grupo funcional dos haletos de acila

Sendo que “X” é algum elemento químico do grupo dos halogênios (elementos da família VII A ou 17 da Tabela Periódica, F (flúor), Cℓ (cloro), Br (bromo) ou I (iodo).

Geralmente a Polícia Militar utiliza como gás lacrimogêneo a α-cloroacetofenona:

Estrutura da α-cloroacetofenona usada como gás lacrimogêneo

Outras substâncias usadas como gases lacrimogênios são a cloropropanona e o cianeto de bromobenzila (BBC). Suas respectivas fórmulas estruturais estão representadas abaixo:

Fórmulas estruturais de substâncias usadas como gases lacrimogênios

O nome “gás lacrimogêneo” vem do latim lacrima, que significa “lágrima”, o que é bem apropriado, pois esse composto causa nas pessoas a vontade involuntária de “chorar”, isto é, ocorrem fortes reações de lacrimejo em virtude da grande sensação de queimação das terminações nervosas. Pode provocar também tosse, queimaduras e vômito. Em pessoas com problemas cardíacos e respiratórios, o gás lacrimogêneo pode até levar à morte.

O gás lacrimogêneo causa fortes reações de lacrimejo e irritação aos olhos
O gás lacrimogêneo causa fortes reações de lacrimejo e irritação aos olhos[2]

Já o vinagre é, na realidade, uma solução aquosa de cerca de 4% em volume de ácido acético. O ácido acético ou ácido etanoico é um composto orgânico da família dos ácidos carboxílicos e sua estrutura está mostrada abaixo:

Fórmula estrutural do ácido etanoico ou acético

Ele foi obtido pela primeira vez por meio do etanol do vinho, que se oxida com o oxigênio presente no ar. Daí a origem do seu nome, pois vinho azedo vem do latim acetum que significa “vinagre”.

Quando os manifestantes inalam o vinagre, sentem uma sensação de alívio. Entretanto, isso é momentâneo e é um efeito muito pequeno em comparação aos provocados pelo gás lançado pelos policiais. Portanto, não há nenhuma comprovação científica de que o vinagre reage com o gás lacrimogêneo, neutralizando-o.

Isso é um mito e pode até fazer mal para a pessoa, pois já que o vinagre é um ácido e todos os ácidos são bastante reativos, o vinagre pode causar maior irritação na pele, nariz e boca.

Visto que o gás lacrimogêneo apresenta baixa toxidade, a irritação ou incapacidade sensorial desaparece cerca de 20 a 45 minutos depois que a pessoa deixa de estar exposta a esse gás. Assim, a melhor saída para acabar com os seus efeitos é afastar-se do local onde o gás se espalhou, respirar ar puro e manter a calma. Quanto às queimaduras, lave a pele com água e sabão, além de não voltar ao lugar em que ele foi solto, pois os seus componentes ficam no ar.

Os componentes do gás lacrimogêneo lançado pelos policiais ficam no ar
Os componentes do gás lacrimogêneo lançado pelos policiais ficam no ar[3]

Não se descobriu ainda nenhuma substância que acabe totalmente com os sintomas do gás lacrimogêneo, mas existem alguns métodos de prevenção que podem amenizar seus efeitos:

Queimaduras na pele: Protetor físico, pasta d’água e produtos contra assaduras de crianças podem ser utilizados.

Ardência e lacrimejamento dos olhos: Visto que o gás lacrimogêneo reage com a água dos olhos, usar óculos de proteção individual pode ser de grande ajuda. Devem ser óculos que vedem completamente os olhos, tais como os de motociclistas, de mergulho e de natação; mas não devem ser óculos normais e nem lentes, pois, nesses casos, pode haver risco de contaminação, porque as substâncias do gás podem ficar impregnadas neles.  

Respiração: Para ajudar na respiração, carvão ativado moído, que é vendido em lojas de produtos químicos, pode ser utilizado, pois ele tem a capacidade de absorver gases e líquidos. Ele pode ser colocado em um pano e ser aproximado da boca e nariz.

Créditos editoriais das imagens:

[1] Anônimo com máscara do filme “V de Vingança” em protesto contra a lei de reforma trabalhista do Partido Popular em Madri, Espanha, em 19 de fevereiro de 2012: Pedro Rufo /Shutterstock.com;

[2] Choque entre manifestantes e polícia que usou de violência e bombas de gás lacrimogêneo, em 01 de junho de 2013, em Istambul: Emine Dursun / Shutterstock.com;

[3] Polícia ataca manifestantes com gás lacrimogêneo e canhões de água em 01 de junho de 2013 em Istambul: fulya atalay /Shutterstock.com.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
MOTIVAÇÃO A LEITURA E A ESCRITA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PORTUGUÊS PARA O ENEM
PORTUGUÊS PARA O ENEM
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre química
CURSO DE QUÍMICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação