Topo
pesquisar

Ununócio

Química

O Ununócio é o último elemento químico sintetizado em laboratório. Ele possui número atômico 118 e seu símbolo é Uuo.

No ano de 2006 cientistas do Laboratório Nacional Lawrence Livermore, da Califórnia (EUA), e do Instituto Conjunto de Pesquisa Nuclear, de Dubna (Rússia), anunciaram a descoberta de um novo elemento químico. Este é, até a publicação deste artigo, o elemento mais pesado até então descoberto, tendo número atômico igual a 118.

Ele foi batizado com o nome de Ununócio, um nome provisório que deriva do seu número atômico, pois vem do latim “um, um, oito”. Seu símbolo, também provisório, é Uuo.

Distribuição eletrônica dos 118 elétrons do Ununócio em suas camadas eletrônicas*
Distribuição eletrônica dos 118 elétrons do Ununócio em suas camadas eletrônicas*

 Tais cientistas conseguiram essa façanha por meio do bombardeamento de átomos de califórnio (Cf) com íons de cálcio (Ca2+) .

  • Histórico da descoberta de elementos em laboratório:

A partir do ano de 1934, as tentativas de se descobrir elementos químicos com número atômico maior que o do urânio (92) se intensificaram nos laboratórios. Os primeiros desses elementos, denominados de elementos transurânicos, foram descobertos em 1940. O elemento de número atômico 93 (netúnio) foi descoberto por E. M. McMillan e P. H. Abelson, e o elemento de número atômico 94 (plu­tônio), por G. Sea­borg, E. M. McMillan, J. W. Kennedy e A. C. Wahl.

Daí em diante, cada vez mais elementos transurânicos foram descobertos, preenchendo os espaços vazios da Tabela Periódica.

Todos esses elementos foram obtidos e descobertos em laboratório por meio do bombardeamento com partículas de núcleos atômicos estáveis, de elementos que não são naturalmente radioativos. Assim, eles sofrem transmutação e se transformam em outros elementos. Usando-se um acelerador, são gerados feixes de alta energia de íons, que são lançados contra alvos, na tentativa de que ocorra fusão nuclear. A probabilidade de isso acontecer é baixíssima, porém, alguns casos ocorrem.

Abaixo temos os nomes atualizados de alguns elementos que foram sintetizados em laboratório dessa forma:

Nomes, símbolos e números atômicos de elementos transurânicos

Observe que a maioria dos seus nomes é em homenagem a cientistas (Dmitri Ivanovich Mendeleiev, Alfred B. Nobel, Ernest O. Lawrence, Ernest Rutherford, Glenn Seaborg, Niels Bohr e Lise Meitner). Os que vêm depois do Férmio (número atômico igual a 100 – nome em homenagem a Enrico Fermi) são chamados de elementos transférmicos.

Os elementos de números atômicos 110 (ununílio (Uun)) e 111 (ununúnio (Uuu)) foram descobertos em 1994, o elemento 112 (unúnbio (Uub)) foi descoberto em 1996. Os elementos 113 a 115 foram descobertos em 2004 e o último elemento, de número atômico 118, foi descoberto em 2006, o Ununócio.

Símbolo do Ununócio na Tabela Periódica

O interessante é que todos esses elementos são muito instáveis, desintegrando-se rapidamente. Com o aumento do número atômico do elemento, os valores dos tempos de meia-vida diminuem, o que dificulta a caracterização desses elementos.  No caso do Ununócio, por exemplo, os cientistas detectaram três átomos, com duração apenas de 0,9 milésimos de segundos, ao longo de meses de experimentos. O tempo é suficiente apenas para que os cientistas registrem o aparecimento da nova forma atômica.

* Autor da imagem: Pumbaa (original work by Greg Robson)


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos da português infantil.
CURSO DE PORTUGUÊS INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre a reforma ortográfica.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de inglês para crianças.
CURSO DE INGLÊS INFANTIL
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação