Topo
pesquisar

Conferência Rio+20 e a Emissão de Gases-estufa

Química

A Conferência Rio+20 deverá contribuir para definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas; o que inclui a diminuição da emissão de gases-estufa.
PUBLICIDADE

Dos dias 13 a 22 de junho de 2012 será realizada na cidade do Rio de Janeiro a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. O objetivo principal dessa Conferência é renovar o compromisso político com o desenvolvimento sustentável.

No mundo todo há um consenso de que o progresso é necessário, porém ele deve caminhar junto - e não em detrimento - da qualidade de vida, promovendo um ambiente seguro na sociedade. Não se pode negar que o desenvolvimento da tecnologia trouxe enorme impacto positivo nos campos social e político. Entretanto, o crescimento desordenado das cidades também trouxe consequências negativas.

Um dos maiores problemas ambientais, que é considerado como um fenômeno determinante para o futuro da humanidade e elemento essencial a ser considerado na elaboração de políticas públicas e estratégias de desenvolvimento, é a emissão de gases-estufa.

A Química está envolvida nesse problema, e nas possíveis soluções dele também. Para entendermos como isso se dá vejamos o que é o efeito estufa, quais são os gases responsáveis por esse fenômeno, quais são algumas propostas do Brasil para a Rio+20 relacionadas a esse tema, e que medidas serão tomadas durante a Conferência a fim de que ela própria não contribua para uma maior produção de gases-estufa; como costuma ocorrer na preparação e realização de um evento de grande porte como esse.

  • O que é o efeito estufa:

A Terra funciona como uma grande estufa. Uma estufa é uma câmara fechada, cujas paredes e teto, geralmente de vidro, permitem que raios solares entrem, mas dificultam a saída da energia calorífica. Isso mantém o ambiente aquecido para cultivar plantas em locais frios.

Estufa usada para cultivar plantas

A Terra realiza um mecanismo similar, que mantém o clima terrestre ameno, sem grandes variações. Nosso planeta recebe a radiação solar, que ao chegar à superfície terrestre é refletida na forma de radiação infravermelha, que seria irradiada toda para o espaço, deixando a Terra fria e com ambiente inapropriado para o desenvolvimento da vida. No entanto, na atmosfera existem os gases-estufa, que absorvem grande parte dessa radiação que é refletida pela superfície, aquecendo a Terra.

Efeito estufa na Terra

O efeito estufa é importante para a manutenção da vida. No entanto, o que ocorre é que a concentração desses gases na atmosfera está aumentando cada vez mais, em decorrência de atividades humanas (principalmente a queima de combustíveis fósseis em indústrias e nos veículos automotores). O resultado é uma exacerbação do efeito estufa e o aquecimento global.

  • Quais são os gases-estufa:

Os gases responsáveis pelo efeito estufa, que absorvem a radiação infravermelha e que estão sendo lançados cada vez mais na atmosfera pelo ser humano, são:dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), ozônio (O3), clorofluorcarbonetos (CFC’s) e hidroclorofluorcarbonetos (HCFC’s).

Vejamos mais sobre os dois principais:

  • Dióxido de carbono (CO2): Mais conhecido como gás carbônico, é um grande vilão do efeito estufa. Para se ter uma ideia, anualmente cerca de 2 650 bilhões de toneladas de dióxido de carbono são lançadas na atmosfera. Seu tempo médio na atmosfera é de 100 anos, o que nos leva a concluir que para que a concentração desse gás na atmosfera diminua são necessárias grandes reduções em suas emissões.

No Brasil, as maiores fontes de emissão desse gás são queimadas em florestas da região amazônica, de canaviais, de cerrados, de campos e da queima de combustíveis fósseis, principalmente vindos do petróleo em motores a explosão.

Fontes de dióxido de carbono que causam efeito estufa

  • Metano (CH4): É um hidrocarboneto que pode se formar de modo natural, como em minas de carvão e nos pântanos por apodrecimento dos vegetais, e por ação humana, como na extração e utilização de combustíveis fósseis e na decomposição anaeróbica de restos orgânicos por bactérias que se multiplicam nos aterros sanitários. Estima-se que a emissão desse gás atinja um total de, pelo menos, 515 milhões de toneladas por ano.

No Brasil sua emissão se dá pelas grandes quantidades de gado bovino e pela presença de extensas regiões que são periodicamente cobertas pelas águas.

  • Propostas do Brasil para a Rio+20 relacionadas com o efeito estufa:

No Documento de Contribuição Brasileira à Conferência Rio+20 são apresentadas as visões e propostas iniciais do Brasil sobre os temas e objetivos da Conferência. Entre eles estão aspectos relacionados ao efeito estufa. Veja alguns:

  • Criar incentivos e promover reformas que visam ampliar o uso de fontes energéticas renováveis, como energia hidrelétrica, geração de energia elétrica a partir da biomassa, energia eólica, solar, e outras não convencionais, como resíduos sólidos, microalgas e efluentes;

A energia eólica e a solar são renováveis

  • Melhorar as tecnologias de produção de combustíveis automotores mais limpos, incentivando o uso de combustíveis renováveis, como os biocombustíveis;

O uso de biocombustíveis ajuda a diminuir o efeito estufa

  • Aproveitamento de aterros sanitários para a produção de energia (biogás). A combustão do biogás contribui para a diminuição da emissão de gases-estufa, ao transformar metano (seu principal componente) em gás carbônico (vinte vezes menos prejudicial ao meio ambiente). Além disso, gera energia, diminui riscos de acidentes e aumenta a qualidade de vida em seu entorno;
  • Iniciativas para identificar as empresas mais sustentáveis. O documento citado diz: “No Brasil, a BM&FBOVESPA estabeleceu, em 2005, o Índice de Sustentabilidade Empresarial, que mede o retorno de uma carteira de ações de empresas com reconhecido comprometimento com a sustentabilidade. Em 2010, foi lançado o Índice Carbono Eficiente (ICO2), que recalcula o IBrX (indicador composto pelas 50 ações mais negociadas na Bolsa) com base nas emissões de gases de efeito estufa das empresas.”
  • Gestão de emissão de gases-estufa durante a Conferência Rio+20:

Esse assunto também faz parte da pauta de temas da Conferência Rio+20, e já na sua preparação houve uma preocupação com a poluição ambiental que poderia ser gerada nesse evento. Por isso, o Governo brasileiro criou o Comitê Nacional de Organização (CNORIO+20), que instituiu uma Coordenação de Sustentabilidade para analisar os possíveis impactos ambientais e propor atividades que possam reduzir ou compensar tais impactos.

Entre as áreas de atuação dessa Coordenação está exatamente a emissões de gases de efeito estufa (GEE). Os principais aspectos que estão sendo mensurados são:

  • Tipos de combustíveis usados nos veículos terrestres e nos equipamentos fixos;
  • Energia elétrica utilizada nos locais do evento;
  • Resíduos gerados;
  • Viagens aéreas dos delegados credenciados e secretariado das Nações Unidas.

A expectativa é que os resíduos e emissões gerados será de 5 mil toneladas, e aquelas que não puderem ser reduzidas durante o evento serão compensadas através do uso das “reduções certificadas de emissão” (RCEs), provenientes de projetos brasileiros do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL). A Coordenação, inclusive, já identificou empresas brasileiras que irão realizar a doação de RCEs.

Além disso, a Coordenação de Sustentabilidade da Rio+20 fez uma parceria com a Caixa Econômica Federal e com o PNUD Brasil, para o uso de um aplicativo que calcula as emissões decorrentes das viagens aéreas. Os participantes da Rio+20 poderão usá-lo para medir suas emissões de transporte aéreo e comprar RCEs provenientes de projetos brasileiros do MDL e com isso fazer as devidas compensações.

 Mais detalhes sobre essas estratégias podem ser vistas nos seguintes endereços eletrônicos do site oficial da Conferência:

Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • edilsonsegunda-feira | 26/11/2012 19:06Hs
    muito bom o texto vai ajudar muito no meu trabalho
  • Pedro Paulo Santosdomingo | 16/09/2012 16:26Hs
    Parabéns pelas exposições, muito bom, vai me ajudar muito no ENEM
  • derick wernensábado | 11/08/2012 12:03Hs
    bom de mais muito interessante valeu ter lido vai valer se o tema do enem for rio + 20!
  • juniorpethysonsábado | 23/06/2012 13:56Hs
    esse texto esclareceu varios assuntos que eu tinha duvidas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
MOTIVAÇÃO A LEITURA E A ESCRITA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PORTUGUÊS PARA O ENEM
PORTUGUÊS PARA O ENEM
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre química
CURSO DE QUÍMICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação