Topo
pesquisar

Ciberviciado - Vício por internet

Informática

PUBLICIDADE

Quando se fala em vício logo pensamos em drogas, cigarro, álcool, jogatina, entre outros. Porém, o vício está ligado a uma questão mais ampla, ou seja, não se restringe a um ou dois aspectos, mas sim a diversos. Há o vício em internet que também é conhecido como compulsão à internet ou internet-dependência.

É diagnosticado como um caso de internet-dependência, quando as pessoas têm sua vida pessoal, profissional e sentimental afetada pela permanência exagerada na internet. Atualmente, os casos de compulsão à internet vêm crescendo consideravelmente, isso está associado ao fato de que a todo o momento novas pessoas estão se conectando à rede, além dos atrativos novos que ela proporciona aos internautas veteranos, fazendo com que queira permanecer conectados sempre.

Existem casos de ciberviciados que morreram por permanecerem tempo de mais na frente do computador. Isso se deve ao fato de haver certas doenças que se desenvolvem pela permanência em uma determinada posição, etc., uma dessas doenças é a Trombose Venal Profunda, que pode evoluir para uma Embolia Pulmonar, e por fim levando o individuo a morte. Dados de uma pesquisa realizada por estudiosos norte-americanos revelam que de 6% a 10% dos aproximadamente 189 milhões de internautas americanos sofrem deste mal.

Uma pessoa que passa algumas horas conectadas a internet, seja enviando e-mails, conectado a sala de bate-papo, realizando negócios ou jogando, pode ser considerado um ciberviciado. Alguns especialistas consideram o vício pela internet um “problema psíquico”. As mortes geradas pela compulsão à internet fizeram com que surgissem as “ciberviúvas”, são as esposas e namoradas de homens que morreram deste mal. Além disso, o cibervicio gera o “ciberadutério”, ocorre com pessoas que têm algum tipo de relacionamento fixo e mantém um relacionamento amoroso virtual. Muitos especialistas declaram que o cibervicio deveria estar listado juntamente com a cocaína, a heroína, entre outras drogas que geram vício.

 

Por Eliene Percília

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Severino Alexandreterça-feira | 23/09/2014 12:01Hs
    Um texto bem esclarecedor para os jovens que vivem sem limite para com a internet.
  • michele bastoquinta-feira | 28/08/2014 09:48Hs
    adorei o texto mtu legal,mtu interessante quem fez este textofoi bem criativo e pensou mtu pra ficar desse jeito,PARABEEENS ><
  • gabriel carvalhoquinta-feira | 21/08/2014 19:37Hs
    demais , o texto é muito complexo
  • Paulo Roberto Vieirasábado | 21/06/2014 12:09Hs
    Dicas para se libertar do vício em jogos eletrônicos, pornografia e redes sociais. Olá pessoal, faz uns 11 meses que estou tentando ajudar milhares de pessoas e não estou conseguindo. Fiz um abaixo assinado no AVAAZ sobre o vício em pornografia, jogos online e redes sociais. Passei para 80 amigos e ninguém se dispôs a ajudar nesta petição. Nesta petição eu sugiro que deveriam enviar este abaixo assinado para a ONU e a sugestão básica é: para acessar pornografia, jogos on-line e redes sociais, as pessoas teriam que ter 18 anos no mínimo e teriam que digitar o CPF e mais as 4 letras iniciais de seu país de origem. Exemplo : 35800705531 BRAS, digitando este código a pessoa teria acesso a no máximo 1 hora em pornografia, 1 hora em jogo eletrônico on line, 1 hora em redes sociais dia
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação