Topo
pesquisar

Nova Política Econômica (NEP)

História Geral

Com a implantação da Nova Política Econômica, no ano de 1921, o governo Lênin tentou reestruturar a economia russa perante os capitais estrangeiros.
PUBLICIDADE

Com a ascensão ao poder do partido bolchevique, após a Revolução Socialista na Rússia, em outubro de 1917, os revolucionários adotaram medidas que visavam à nacionalização da economia. Assim, o governo russo estava nas mãos de Lênin, o principal líder bolchevique. Em março de 1921, Lênin adotou a implantação da NEP (Nova Política Econômica) a fim de reestruturar a economia e acabar com as desigualdades sociais, a fome e a miséria na Rússia. O objetivo deste texto será abordar a Nova Política Econômica e suas principais consequências para a Rússia socialista.

Após o término da guerra civil, em 1921, a Rússia estava com a economia esfacelada. A busca por alternativas para melhorar a economia russa era o principal assunto na pauta dos governantes. Para implantar a NEP, o governo russo permitiu a aplicação de práticas capitalistas, admitindo a entrada de capitais estrangeiros que financiaram a fundação de empresas privadas no setor do comércio varejista. O comércio atacadista era administrado pelo Estado e seu principal foco era a criação de cooperativas que desempenhariam as atividades comerciais tanto no âmbito varejista quanto no atacadista.

No campo, a política agrária foi reavaliada, crescentes cooperativas agrícolas foram formadas e camponeses apoderaram-se das terras que antes pertenciam à nobreza (durante a revolução, vários camponeses enriqueceram e passaram a alugar novas terras). A NEP proibiu a nacionalização das indústrias nas cidades e somente após a deliberação da administração superior é que as fábricas poderiam ser nacionalizadas.

A NEP isentou a população das cidades de prestar serviços obrigatórios, a livre circulação da mão de obra foi permitida, suprimiu-se o pagamento salarial igualitário e buscou-se a correlação entre o salário e a produção.

Outras mudanças estipuladas pela NEP recaíram diretamente sobre a população, como a retirada da água, da moradia e da eletricidade gratuitas, ganhos que a sociedade teve no início da revolução. Outros serviços gratuitos prestados à sociedade que o governo retirou foram os transportes, os correios e os jornais. Muitos críticos da Revolução Russa, como o sociólogo Maurício Tragtenberg (1929-1998), questionaram os rumos e os delineamentos da política econômica russa. Para o sociólogo, a Revolução Socialista na Rússia se transformou em um “Capitalismo de Estado” com a implantação da NEP, ou seja, o Estado nacionalizou as indústrias, os bancos e transformou-os em estatais burocráticas controladas pela máquina do Estado.

Leandro Carvalho
Mestre em História

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Vanessaterça-feira | 27/05/2014 22:06Hs
    Ótimo texto sobre a NEP , bem explicativo e bem desenvolvido.
  • florterça-feira | 18/06/2013 19:30Hs
    muito bom
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação