Topo
pesquisar

Guerra do Golfo

História Geral

PUBLICIDADE

Em 1990, o governo iraquiano decidiu invadir o Kuwait sobre a alegação de que esse não cumpria os acordos financeiros estabelecidos pela OPEP. Insatisfeito com as políticas de venda de petróleo do Kuwait, Saddam Hussein, ditador do Iraque, exigia que esse país lhe concedesse uma indenização a fim de sanar as perdas causadas pela queda do petróleo. O Iraque passava por uma difícil situação econômica, tendo em vista sua extrema dependência econômica em relação à exportação petrolífera.

O governo iraquiano impôs que a perda econômica causada com a desvalorização do petróleo fosse recompensada com o controle de regiões kuwaitianas ricas em petróleo. Enquanto o Iraque instituía a invasão ao Kuwait, as grandes nações consumidoras de petróleo, entre elas os Estados Unidos, avaliaram como desfavorável um conflito em uma região de grande importância econômica. Por isso, o então presidente estadunidense George Bush enviou tropas para o Golfo Pérsico.

O Conselho de Segurança da ONU, considerando as medidas de Saddam Hussein arbitrárias, decretou o boicote econômico ao Iraque. Em resposta, Saddam decretou a anexação de parte dos territórios kuwaitianos e a detenção de todo estrangeiro alocado no Kuwait. Em meio às ações militares e o conflito político, a economia mundial sofria a baixa da produção petrolífera.

Preocupado em desarticular a pressão política internacional, Saddam começou a vincular sua ação militar à criação de um estado palestino. Desconsiderando a justificativa iraquiana, a ONU impôs a data de 15 de janeiro de 1991 para que o Iraque realizasse a desocupação do Kuwait. Impaciente com a indefinição da situação política e econômica na região, os Estados Unidos resolveram iniciar os primeiros bombardeios contra as forças de Saddam Hussein.

O contra-ataque iraquiano foi realizado com bombardeios feitos contra Israel e Arábia Saudita. No mês subseqüente, as tropas lideradas pelos Estados Unidos realizaram a Operação Tempestade no Deserto, ocupando o Kuwait e o Iraque. Mediante tamanha opulência bélica, as tropas iraquianas foram vencidas e Saddam assinou o cessar-fogo. Além de empobrecer o país, que sofreu anos a fim com o embargo econômico, a nação iraquiana sofreu um forte impacto com a perda de mais de 100 mil vidas.

Por Rainer Sousa
Graduado em História

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Marco Pauloterça-feira | 12/01/2010 15:43Hs
    Texto muito bem escrito. Não sabia o que era Guerra do Golfo, agora eu sei =).
  • Virgíliosexta-feira | 19/12/2008 17:56Hs
    Saddam Hussein destruiu o Iraque em duas guerras : na Guerra Irã X Iraque ( principalmente por causa da ofenciva do Iraque que causou várias perdas humanas e não obteve seus objetivos ) e a Guerra do Golfo . Texto muito bem explicado; Parabêns.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação