Topo
pesquisar

Farc

História

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) foram criadas em 1964 e atuam até hoje.
PUBLICIDADE

Com extensão territorial de 1.141.748 quilômetros quadrados, a Colômbia é habitada por aproximadamente 45,7 milhões de pessoas. Esse grande país sul-americano é marcado por diversos conflitos internos de cunho político, fato que provocou – e ainda provoca – a morte de milhares de habitantes.

Visando estabelecer a paz no território nacional, as duas principais forças políticas da Colômbia (liberais e conservadores) formaram a Frente Nacional, na década de 1960. Essa organização teve forte oposição de algumas vertentes das forças liberais, resultando na formação de grupos guerrilheiros de ideologia socialista, com destaque para o Exército de Libertação Nacional (ELN), o Movimento Revolucionário 19 de Abril (M-19) e, principalmente, para as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Criada em 1964, pelo ex-combatente liberal Pedro Antonio Marín, também conhecido como Tirofijo, as Farc surgiu como um grupo de cunho marxista-leninista, atuando no meio rural e adotando táticas de guerrilha. Essa organização tem como discurso ideológico a implantação do socialismo na Colômbia, promovendo a distribuição igualitária de renda, a reforma agrária, o fim de governos corruptos e das relações políticas e econômicas com os Estados Unidos, entre outros aspectos sociais.

Durante a década de 1990, a organização chegou a dominar cerca de 40% do território colombiano, possuindo mais de 18 mil guerrilheiros. Porém, as ações do Exército nacional, financiado pelos EUA, expulsou o grupo para regiões próximas à fronteira com países vizinhos. Essa atitude do governo “enfraqueceu” o movimento, que, atualmente, é formado por aproximadamente oito mil guerrilheiros. Outra baixa significativa foi a morte de Mono Jojoy (um dos líderes das Farc), assassinado em setembro de 2010.

Os sequestros e o contrabando de drogas, em especial da cocaína, são práticas comuns nas Farc, pois através desses recursos a organização obtém dinheiro para se equipar militarmente. Entretanto, a partir da década de 1980, o grupo intensificou a exploração do narcotráfico e a violência, fato que desvirtuou seu foco de atuação, passando a ser considerada uma organização terrorista, que tem como principal objetivo a produção e venda de drogas.

Nesse sentido, as Farc caíram em descrédito com a população colombiana, que via nessa organização uma alternativa para reparar as desigualdades sociais no país. Pesquisas indicam que a maioria dos habitantes é contrária à atuação das Farc.

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • claudio c de oliveira juniorquarta-feira | 22/06/2011 08:11Hs
    Oi pessoal adorei o texto que voces fizeram super completinho.Meus parabens, se vocescontinuarem assim vou passar a vir somente nesse site. Muito obrigado e um bom dia para voces.
  • Anadomingo | 29/05/2011 15:09Hs
    Gostei do texto, é rapido, direto e objetivo. Me ajudou muito em minha pesquisa.
  • William Valadaressexta-feira | 10/12/2010 16:46Hs
    Na verdade, este termo "terrorismo" só foi adotado mais o menos no final dos anos 80, depois que Yasser Arafat, fez um pronunciamento na sede da ONU, mostrando que a luta de um povo, no caso o palestino por meio de homem-bomba, é justa, uma vez que o fraco não tem meios suficientes de se defender de um adversário bem mais equipado. Mas naquela época, esta tática de se matar, com a intenção de matar outras pessoas não era comum. Isso abriu precedentes para que essa idéia se difundisse pelo mundo, muitas vidas, sobretudo inocentes, sendo perdidas desta forma que hoje o mundo chama de desleal, injusta. As Farc, o ELN, e tantas outras organizações, estão aí, por um motivo ou outro qualquer, fazendo vítimas inocentes, uma vez que não tem a mínima coragem de atacar as forças militares, nunca mostram sua cara, vivendo sempre escondidos entre as pessoas de bem, ostentando uma imagem de libertadores, quando eles mesmos fazem derramamento de sangue, ao mesmo tempo em que pregam a paz entre as respectivas nações.
  • EM NOME DA VERDADEquinta-feira | 25/11/2010 10:03Hs
    Bom texto, claro e objetivo, simples e completo. Não vejo impessoalidade no texto. Haveria mais a comentar, porém há farto material na internet para se aprofundar. Defender de alguma forma a Farc como organização de oposição ao governo é pura ingenuidade ou confissão de apoio a criminalidade desenfreada.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação