Topo
pesquisar

Um mil ou mil?

Gramática

Um mil e mil são exemplos recorrentes de dúvidas, contudo devemos usar somente a forma “mil”.

Um mil ou mil? Tais expressões levantam aquelas infindáveis dúvidas que temos quanto ao nosso idioma. Quantas vezes já não nos deparamos com situações assim:

Pago por este cheque a quantia de um mil novecentos e noventa reais.

Fazendo uma pesquisa no intuito de constatarmos o que acham os gerentes bancários acerca dessa questão, possivelmente eles dirão que se trata de uma situação recorrente e normal, visto que o numeral cardinal “um”, uma vez expresso junto à unidade de milhar, é usado no sentido de evitar que fraudes ocorram.

Contudo, devemos asseverar que perante os postulados gramaticais tal colocação é considerada inadequada, uma vez que somente a partir de dois mil, e assim sucessivamente, é que se faz necessário o emprego do referido cardinal. Assim, temos “dois mil, três mil, quatro mil”, e por aí vai. 

Sendo assim, o procedimento cabível a essa situação (preenchimento de cheques) é o uso do sinal (=) antes de começar a preencher a quantia por extenso.

Acreditem que, em determinadas situações, ainda existia o emprego do “h” para expressar a quantia ora desejada. “Hum”! Certamente que nossa interjeição “hum” mandaria às favas o numeral “hum”, que não existe.

Pois bem, como já dito, a verdade é que antes da unidade de milhar, a não ser a partir de dois mil, não se recomenda o uso do numeral “um”. O mesmo prevalece para as datas, nas quais a inadequação se mostra recorrente. Assim, vejamos:

1998 – Mil novecentos e noventa e oito.

1847 – Mil oitocentos e quarenta e sete.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Sergio Coelho de Arruda sexta-feira | 06/03/2015 09:34Hs
    muito bom, é que eu estava esquecendo de como preencher cheque, mas fiquei contente com informação.
  • Marcosquarta-feira | 29/10/2014 20:31Hs
    O mais curioso é que, para quantias maiores que mil, existe a necessidade de colocar "um", como o caso do milhão. Não se diz "eu tenho um mil reais", mas se diz "eu tenho um milhão, ou um bilhão, ou um trilhão de reais". Eu acho curioso porque mil é 10^3 e milhão é 10^6 e assim por diante... como eles todos possuem um radical comum, é curioso que a regra não se aplique a todos os demais. Ou seria o mil a exceção à regra? O Português e suas veredas...
  • marcos roberto ramosquarta-feira | 17/09/2014 07:57Hs
    muito bom!
  • elivaldo alves de brito terça-feira | 09/09/2014 22:48Hs
    eu mesmo achei muito aproveitosa esta explicaçao.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos da português infantil.
CURSO DE PORTUGUÊS INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre a reforma ortográfica.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de inglês para crianças.
CURSO DE INGLÊS INFANTIL
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação