Topo
pesquisar

Regência

Gramática

A regência se caracteriza pela relação de dependência que se estabelece entre os verbos e os nomes (substantivos, adjetivos e advérbios).
PUBLICIDADE

A seção com a qual você, por vezes, estabelece familiaridade trata de um assunto que, a princípio, todos parecem ter certa noção: regência. Contudo, resta compreender se tal noção, uma vez contextualizada ao universo gramatical também se torna aplicável.

Ora, nesse vasto universo, sobretudo quando nos propomos a elaborar nossos pensamentos e proferir nossos discursos, conscientizamo-nos de que as estruturas sintáticas, quando bem ordenadas de forma plausível, tendem a atribuir à mensagem a clareza e a precisão de que tanto ela precisa. Dessa forma, alguns aspectos se fazem presentes em todo esse processo e um deles diz respeito à regência, que nada mais é do que a relação de dependência que se estabelece entre os verbos e seus respectivos complementos e os nomes (caracterizados pelo substantivo, adjetivo e advérbio) e os termos que lhes completam o sentido.

Dessa forma, ao compartilhar as importantes informações que, de forma criteriosa, preparamos para você, certificar-se-á de que tais relações são demarcadas pelos termos regentes também denominados de subordinantes - e pelos termos regidos – também conhecidos por subordinados.

Assim, quando essa relação se manifesta mediante os verbos, dá-se o nome de regência verbal.  Ao passo que quando tal processo se efetiva mediante os nomes, tem-se a regência nominal.

Conhecê-las é, portanto, um convite que fazemos a você, caro (a) usuário (a)!


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação