Topo
pesquisar

O agente da passiva

Gramática

PUBLICIDADE

Antes de nos situarmos em relação aos aspectos que norteiam o assunto em questão, recordemos, pois, alguns detalhes sumamente importantes. Tal assunto nos remete a uma das particularidades expressas pela classe gramatical representada pelos verbos – as flexões. Esses, por sua vez, flexionam-se em modo, tempo, pessoa, número e voz. Essa última indica a relação que ocorre entre o sujeito de um verbo e o processo que esse verbo expressa. Assim, de modo a constatarmos como se dá tal ocorrência, analisemos: 

O diretor aprovou as medidas socioeducativas.

A oração, quando analisada, demonstra que:

O sujeito é representado por: o diretor

Predicado – aprovou

Objeto direto – as medidas socioeducativas

Temos também que o diretor, além de representar o sujeito, representa o agente do processo, isto é, é ele quem pratica a ação verbal. Mas, afinal, se há “alguém” para executar a ação, há alguém para recebê-la. E quem desempenha esse papel é exatamente “as medidas socioeducativas”, uma vez que representa o termo que indica algo que sofre a ação expressa pelo verbo.

Mediante tais pressupostos, e sobretudo em virtude de o sujeito ser também o agente da ação verbal, dizemos que o verbo está na voz ativa.

Agora, caso quiséssemos transformar a oração para a voz passiva, obteríamos: 

As medidas socioeducativas foram aprovadas pelo diretor.

Nesse caso, temos que o sujeito agora é representado por “as medidas socioeducativas” que, diga-se de passagem, classifica-se não mais como agente, mas sim como paciente – razão pela qual dizemos que a oração se encontra na voz passiva. Logo, há que se constatar que “foram aprovadas” é, portanto, uma forma passiva do verbo aprovar.

Remetendo-nos aos nossos conhecimentos anteriormente adquiridos, temos que se trata da voz passiva analítica, formada com o auxílio de um verbo auxiliar conjugado (“foram”), seguido de um verbo transitivo direto ou transitivo direto e indireto, expresso no particípio (“aprovadas”).

Após as referidas análises, chegamos enfim ao ponto central de nosso estudo, ou seja, reconhecermos quem realmente é o executor do processo expresso pelo verbo, estando esse na voz passiva. Estamos nos referindo ao agente da passiva que, no exemplo em questão, é representado “pelo diretor”.

Eis que constatamos, enfim, sua real função.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação