Topo
pesquisar

Hiperônimos e hipônimos

Gramática

Os hiperônimos e hipônimos são elementos estudados pela Semântica. Estão, dessa forma, relacionados com os significados das palavras.

 A língua portuguesa é tão rica que nem sempre conseguimos conhecer todos as suas minúcias gramaticais. Por exemplo, você sabe o que são hiperônimos e hipônimos? Se você não sabe, aprenda agora com mais uma superdica de português que vai te mostrar as inúmeras possibilidades significativas das palavras. Vamos lá?

Os hiperônimos e hipônimos são estudados pela Semântica, área da Linguística que se ocupa do estudo do significado das palavras. A Semântica analisa a relação entre significantes, como palavras, frases, sinais e símbolos, investigando a sua denotação. Agora que já sabemos que esses dois elementos estão relacionados com esse ramo da Linguística, é hora de entendermos as diferenças entre hiperônimos e hipônimos.

Hiperônimos: Do grego hyperonymon (hyper = acima, sobre/ onymon = nome), são palavras de sentido genérico, ou seja, palavras cujos significados são mais abrangentes do que os hipônimos. Fazendo uma comparação com a Biologia, podemos dizer que os hiperônimos seriam os gêneros, isto é, palavras que apresentam características comuns. Observe os exemplos:

Animais é hiperônimo de cachorro e cavalo.
Legume é hiperônimo de batata e cenoura.
Galáxia é hiperônimo de estrelas e planetas.
Ferramenta é hiperônimo de chave de fenda e alicate.
Doença é hiperônimo de catapora e bronquite.

Os hiperônimos podem ser relacionados com o gênero, enquanto os hipônimos podem ser associados à espécie, estabelecendo assim noção de hierarquia
Os hiperônimos podem ser relacionados com o gênero, enquanto os hipônimos podem ser associados à espécie, estabelecendo assim noção de hierarquia

Hipônimos: Do grego hyponymon (hypo = debaixo, inferior/ onymon = nome), são palavras de sentido específico, ou seja, palavras cujos significados são hierarquicamente mais específicos do que de outras. Fazendo novamente uma comparação com a Biologia e seus termos, os hipônimos seriam as espécies, isto é, palavras que estão ligadas por meio de características próprias. Vejamos alguns exemplos que certamente irão te ajudar a compreender um pouco melhor essa questão:

Maçã e morango são hipônimos de fruta.
Vermelho e verde
 são hipônimos de cor.
Brócolis e couve-flor
 são hipônimos de verdura.
Flores e árvores são hipônimos de flora.
Gripe e pneumonia são hipônimos de doença.

Caso você tenha dificuldade para lembrar a função de cada um dos elementos estudados agora, basta se lembrar da etimologia das palavras: o prefixo hiper está associado à ideia de excesso, enquanto o prefixo hipo está relacionado com a ideia de escassez. Além de serem importantes para a Semântica, os hiperônimos e hipônimos estão intrinsecamente relacionados com a coesão textual, isso porque são elementos importantes para a retomada de ideias anteriores em um texto, evitando assim a repetição desnecessária de ideias e expressões. Hiperônimos e hipônimos são palavras que pertencem a um mesmo campo semântico, podendo, portanto, desempenhar função anafórica em um texto. Observe:

Cravos, margaridas, begônias, hortênsias e lírios foram plantados por mamãe no jardim. Em menos de um ano, com a chegada da primavera, todas as flores romperam.

Flores é hiperônimo de cravos, margaridas, begônias, hortênsias e lírios. O termo foi empregado para evitar a repetição dos hipônimos.


Por Luana Castro
Graduada em Letras
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos da português infantil.
CURSO DE PORTUGUÊS INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre a reforma ortográfica.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de inglês para crianças.
CURSO DE INGLÊS INFANTIL
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação