Topo
pesquisar

Flexões verbais: tortuosidades à vista

Gramática

Quando fazemos referência às flexões verbais logo nos deparamos com dúvidas, haja vista que os verbos são dotados de certa complexidade.
PUBLICIDADE

Traçando um percurso pelo universo gramatical, nem sempre encontramos percursos horizontalmente delineados, pois há também aqueles sinuosos – dependendo de nossa inabilidade, podemos até nos perder pelo caminho afora.  

Faremos referência neste artigo às conjugações verbais. Realizar tal procedimento (conjugar um verbo) é atribuir a ele todas as flexões necessárias, sejam estas de modo, tempo, voz, pessoa e número. Competências que vamos adquirindo com o passar do tempo, alcançadas na medida em que aprofundamos nossos estudos linguísticos, consoante ao hábito de demais atividades, como a leitura e a escrita. Partindo dessa prerrogativa, o artigo em pauta tem por objetivo elencar alguns fatos linguísticos relativos às flexões verbais, no sentido de fazer com que as tortuosidades citadas no título em questão não sejam para você um obstáculo. Assim, vejamos:

* Correlações entre os tempos verbais:

Se eu acreditasse em falsas verdades teria causado grandes prejuízos a mim mesma.

Notamos que pelo fato de o verbo “acreditar” estar expresso no pretérito imperfeito do subjuntivo, encontra-se correlacionado com o verbo “ter”, expresso no pretérito imperfeito do modo indicativo.

Se ele acreditar em você, resolverá parte dos problemas.
O mesmo ocorreu com o futuro do subjuntivo (acreditar, expresso no modo pessoal) correlacionando com o futuro do presente (resolverá).

* Falsas derivações

Se ele intervisse, tudo estaria resolvido. Quando o correto seria:

Se ele interviesse tudo estaria resolvido, visto que o verbo intervir é o verbo vir antecedido do prefixo “-inter”, razão pela qual assim se conjuga. 

* Inclusão da vogal “e” no radical das formas rizotônicas (1ª/2ª e 3ª do singular e 3ª do plural):  

É preciso que alguém intermedie o discurso. Quando o correto seria:

É preciso que alguém intermedeie o discurso. 

* Derivados do verbo ter

Se não contermos nossos impulsos seremos repreendidos. Sendo que a forma adequada é:

Se não contivermos nossos impulsos seremos repreendidos.

Essas foram algumas das situações em que a ocorrência em questão se aplica, no entanto existem muitas outras, às quais devemos nos atentar.

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação