Topo
pesquisar

Feminino de ídolo

Gramática

Dadas as características relativas a este substantivo, o feminino de ídolo se classifica como sobrecomum.
PUBLICIDADE

O feminino de ídolo remete-nos a ideias que norteiam a classe representada pelos substantivos, mais especificamente quanto ao seu gênero. Partindo desse pressuposto, convencionalmente podemos afirmar que se existe o aluno, há também a aluna/ bem como o professor – a professora.  Notamos que mudanças se operam quanto ao emprego do artigo masculino/feminino, associadas à desinência de gênero (aluno/aluna...).

Prosseguindo com nossa análise, sobretudo fazendo referência aos conhecimentos linguísticos dos quais dispomos, há que se afirmar que há também aqueles substantivos em que tal flexão somente se efetiva por meio das palavras “macho e fêmea”, como é o caso dos epicenos (cobra macho/cobra fêmea); há aqueles em que a distinção é demarcada apenas por um determinante, tais como: o artista/a artista. E ainda! Os substantivos cuja distinção genérica se dá por meio do contexto, como é o caso de: Ele foi vítima de sequestro /ela foi vítima de sequestro.

Eis que chegamos à ideia central de nossa discussão, visto que esse último exemplo se define pelos denominados substantivos sobrecomuns. Seria esse o caso de ídolo? Como você sabe, muitas pessoas elegem alguém, seja um cantor, escritor, artista, entre outros, e o concebem como sendo seu ídolo. Dessa forma, quando se trata do gênero masculino, em termos convencionais, dizemos “o ídolo”. Mas e em se tratando do feminino? Seria “a ídola”?   

Não, esse caso integra o exemplo que acabamos de mencionar, ou seja, para ele não há a forma feminina. Dessa forma, caso ouça alguém dizer por aí que uma cantora, uma artista, é o ídolo desta pessoa, saiba que de acordo com o padrão formal da linguagem, tal colocação está perfeitamente correta. Assim, perceba alguns exemplos:

Cazuza é meu ídolo. Assim como:
Ana Carolina é meu ídolo.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria Do Nascimento. "Feminino de ídolo"; Brasil Escola. Disponível em <http://www.brasilescola.com/gramatica/feminino-idolo.htm>. Acesso em 04 de novembro de 2015.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • herivaldo jose de souzaquinta-feira | 29/05/2014 11:53Hs
    Cultura é sempre bom
  • Kasusclay Amorim de Melosábado | 15/03/2014 02:03Hs
    Muito bom seu texto. Parabém! Ou seria parabéns! Sempre há essa dúvida, porém, inquiri acerca e vi que os dois existem. Mas é assunto para outro hora, né?!
  • elisabete mogalskisegunda-feira | 10/03/2014 09:36Hs
    agradeço a explicação clara e objetiva.
  • GONZAGA SILVAsegunda-feira | 24/02/2014 16:54Hs
    Gostei. auto explicativo. Não ficou nenhuma dúvida. Valeu!!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos sobre geografia infantil
GEOGRAFIA INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
CURSO DE FRANCÊS
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PREPARATÓRIO PARA O ENEM
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação