Topo
pesquisar

Derivação

Gramática

PUBLICIDADE

Atendo-nos ao sentido literal do título em questão, constatamos que se trata da formação de algo a partir de uma base já existente. Constatação esta que se encontra intrinsecamente relacionada ao processo de formação de palavras das quais utilizamos para formar nosso léxico.

Partindo-se dessa premissa, há que se mencionar que na Língua Portuguesa há dois processos básicos de formação de palavras: a derivação e a composição. A derivação, alvo principal de nossos estudos, consiste na formação de novas palavras a partir de uma palavra primitiva, ora materializada por meio de afixos. Desta feita, tomemos como ponto de partida a palavra “terra”, assim evidenciada: 

Dessa forma, a derivação manifesta-se das seguintes maneiras:


* Derivação prefixal (ou prefixação)

Tal modalidade é resultante do acréscimo de prefixo à palavra primitiva, cujo resultado implica na alteração de sentido.
Exemplos:

leal – desleal
por – dispor
feliz – infeliz
fazer – desfazer...


* Derivação sufixal (ou sufixação)

Resulta no acréscimo de um sufixo a uma palavra primitiva.
Exemplos:

terraço
pedraria
feliz
mente...


* Derivação prefixal e sufixal

Consiste na formação de uma nova palavra a partir do acréscimo simultâneo de um prefixo e de um sufixo ao radical.
Exemplos:

desigualdade
infelizmente
desvalor
ização...


* Derivação parassintética

Consiste também no acréscimo de um prefixo e um sufixo ao radical, de modo a fazer com que a palavra não exista apenas com um ou com o outro. Representa um processo que dá origem principalmente a verbos, obtidos a partir de substantivos e adjetivos.
Exemplos:

abençoar – bênção
amanhecer - manhã
amaldiçoar – maldição
enrijecer – rijo
enlouquecer – louco
entristecer – triste...


* Derivação regressiva

Consiste na retirada da parte final de uma palavra primitiva, obtendo-se, assim, uma palavra derivada. Representa um processo que resulta na formação de substantivos a partir de verbos que indicam sempre uma ação, ora denominados de deverbais. Tal materialização se dá mediante a troca da terminação verbal formada pela vogal temática + desinência de infinitivo (“–ar” ou “–er”) por uma das vogais temáticas nominais (-a, -e,-o).
Exemplos:

alcançar – alcance
ajudar – ajuda
beijar - beijo
chorar – choro
perder – perda...


* Derivação imprópria

Ocorre quando uma palavra, sem sofrer nenhum acréscimo (tanto de prefixo quanto de sufixo), muda de classe gramatical, tendo em vista o contexto em que se encontra inserida.

O jantar está servido.
Aqui a palavra em destaque se classifica como substantivo.

Todos estão se preparando para jantar.
Já neste contexto, ela se classifica como verbo. 
 

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria Do Nascimento. "Derivação"; Brasil Escola. Disponível em <http://www.brasilescola.com/gramatica/derivacao.htm>. Acesso em 02 de novembro de 2015.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • joyce reyssábado | 21/02/2015 16:47Hs
    gostei do asunto, muito bom
  • Valdeci carvalhoquarta-feira | 26/11/2014 10:50Hs
    Foi muito bom estes exemplos.
  • IRIS FRANÇA RAMOS MARTINSquarta-feira | 19/11/2014 09:01Hs
    Amei o textp
  • Viniciussábado | 20/09/2014 10:25Hs
    Muito bom!!!!!! Vou tirar 10 na prova.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos sobre geografia infantil
GEOGRAFIA INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
CURSO DE FRANCÊS
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PREPARATÓRIO PARA O ENEM
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação