Topo
pesquisar

Concordância Verbal: Sujeito simples e composto

Gramática

Concordância verbal de sujeito simples e composto se constitui de traços específicos.
PUBLICIDADE

Ao falarmos sobre a concordância verbal, estamos nos referindo à relação de dependência estabelecida entre um termo e outro mediante um contexto oracional. Desta feita, os agentes principais desse processo são representados pelo sujeito, que no caso funciona como subordinante; e o verbo, o qual desempenha a função de subordinado

Dessa forma, temos que a concordância verbal se caracteriza pela adaptação do verbo, tendo em vista os quesitos “número e pessoa” em relação ao sujeito. Exemplificando, temos:

O aluno chegou atrasado.

Temos que o verbo se apresenta na terceira pessoa do singular, pois faz referência a um sujeito, assim também expresso (ele). 

Como poderíamos também dizer: os alunos chegaram atrasados.

Temos aí o que podemos chamar de princípio básico. Contudo, a intenção a que se presta o artigo em evidência é eleger as principais ocorrências voltadas para os casos de sujeito simples e para os de sujeito composto. Dessa forma, vejamos: 

Casos referentes a sujeito simples

1) Em caso de sujeito simples, o verbo concorda com o núcleo em número e pessoa:

O aluno chegou atrasado. 

2) Nos casos referentes a sujeito representado por substantivo coletivo,  o verbo permanece na terceira pessoa do singular: 

A multidão, apavorada, saiu aos gritos.

Observação:

- No caso de o coletivo aparecer seguido de adjunto adnominal no plural, o verbo permanecerá no singular ou poderá ir para o plural:

Uma multidão de pessoas saiu aos gritos.
Uma multidão de pessoas saíram aos gritos.

3) Quando o sujeito é representado por expressões partitivas, representadas por “a maioria de, a maior parte de, a metade de, uma porção de, entre outras”, o verbo tanto pode concordar com o núcleo dessas expressões quanto com o substantivo que a segue:

A maioria dos alunos resolveu ficar.  
A maioria dos alunos resolveram ficar.

4) No caso de o sujeito ser representado por expressões aproximativas, representadas por “cerca de, perto de”, o verbo concorda com o substantivo determinado por elas:

Cerca de vinte candidatos se inscreveram no concurso de piadas.

5) Em casos em que o sujeito é representado pela expressão “mais de um”, o verbo permanece no singular:

Mais de um candidato se inscreveu no concurso de piadas.  

Observação:

* No caso da referida expressão aparecer repetida ou associada a um verbo que exprime reciprocidade, o verbo, necessariamente, deverá permanecer no plural:

Mais de um aluno, mais de um professor contribuíram na campanha de doação de alimentos. 

Mais de um formando se abraçaram durante as solenidades de formatura. 

6) Quando o sujeito for composto da expressão “um dos que”, o verbo permanecerá no plural:

Esse jogador foi um dos que atuaram na Copa América.

7) Em casos relativos à concordância com locuções pronominais, representadas por “algum de nós, qual de vós, quais de vós, alguns de nós”, entre outras,  faz-se necessário nos atermos a duas questões básicas:

* No caso de o primeiro pronome estar expresso no plural, o verbo poderá com ele concordar, como poderá também concordar com o pronome pessoal:

Alguns de nós o receberemos. / Alguns de nós o receberão.

* Quando o primeiro pronome da locução estiver expresso no singular, o verbo permanecerá, também, no singular: 

Algum de nós o receberá.  

8) No caso de o sujeito aparecer representado pelo pronome “quem”, o verbo permanecerá na terceira pessoa do singular ou poderá concordar com o antecedente desse pronome:   

Fomos nós quem contou toda a verdade para ela. / Fomos nós quem contamos toda a verdade para ela.

9) Em casos nos quais o sujeito aparece realçado pela palavra “que”, o verbo deverá concordar com o termo que antecede essa palavra:

Nesta empresa somos nós que tomamos as decisões. / Em casa sou eu que decido tudo.   

10) No caso de o sujeito aparecer representado por expressões que indicam porcentagens, o verbo concordará com o numeral ou com o substantivo a que se refere essa porcentagem:   

50% dos funcionários aprovaram a decisão da diretoria. / 50% do eleitorado apoiou a decisão.

Observações:

- Caso o verbo aparecer anteposto à expressão de porcentagem, esse deverá concordar com o numeral:

Aprovaram a decisão da diretoria 50% dos funcionários.     

- Em casos relativos a 1%, o verbo permanecerá no singular:

1% dos funcionários não aprovou a decisão da diretoria.  

- Em casos em que o numeral estiver acompanhado de determinantes no plural, o verbo permanecerá no plural:

Os 50% dos funcionários apoiaram a decisão da diretoria. 

11) Nos casos em que o sujeito estiver representado por pronomes de tratamento, o verbo deverá ser empregado na terceira pessoa do singular  ou do plural: 

Vossas Majestades gostaram das homenagens.

Vossa Majestade agradeceu o convite.  

12) Casos relativos a sujeito representado por substantivo próprio no plural se encontram relacionados a alguns aspectos que os determinam:

*  Diante de nomes de obras no plural, seguidos do verbo ser, este permanece no singular, contanto que o predicativo também esteja no singular: 

Memórias póstumas de Brás Cubas é uma criação de Machado de Assis.   

* Nos casos de artigo expresso no plural, o verbo também permanece no plural:

Os Estados Unidos são uma potência mundial.

* Casos em que o artigo figura no singular ou em que ele nem aparece, o verbo permanece no singular:  

Estados Unidos é uma potência mundial. 

Casos referentes a sujeito composto

1) Nos casos relativos a sujeito composto de pessoas gramaticais diferentes, o verbo deverá ir para o plural, estando relacionado a dois pressupostos básicos:

- Quando houver a 1ª pessoa, esta prevalecerá sobre as demais:

Eu, tu e ele faremos um lindo passeio.

- Quando houver a 2ª pessoa, o verbo poderá flexionar na 2ª ou na 3ª pessoa:

Tu e ele sois primos.
Tu e ele são primos.

2) Nos casos em que o sujeito composto aparecer anteposto ao verbo, este permanecerá no plural:

O pai e seus dois filhos compareceram ao evento.  

3) No caso em que o sujeito aparecer posposto ao verbo, este poderá concordar com o núcleo mais próximo ou permanecer no plural:

Compareceram ao evento o pai e seus dois filhos.

Compareceu ao evento o pai e seus dois filhos.

4) Nos casos relacionados a sujeito simples, porém com mais de um núcleo, o verbo deverá permanecer no singular:

Meu esposo e grande companheiro merece toda a felicidade do mundo.

5) Casos relativos a sujeito composto de palavras sinônimas ou ordenado por elementos em gradação, o verbo poderá permanecer no singular ou ir para o plural:

Minha vitória, minha conquista, minha premiação são frutos de meu esforço. / Minha vitória, minha conquista, minha premiação é fruto de meu esforço.

Eis que você estabeleceu familiaridade com os casos referentes a ambas as particularidades. Assim, no intuito de dar prosseguimento aos seus estudos, você poderá conferir outros casos, por meio do texto "Concordância verbal".


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Ana Maria Ludvichakdomingo | 28/09/2014 09:52Hs
    Estou estudando para o processo seletivo e isso esta me ajudando bastante. Obrigada.
  • Ayrasegunda-feira | 01/09/2014 19:35Hs
    Ótimo.
  • carmenterça-feira | 01/07/2014 21:13Hs
    ótimo me foi de grande ajuda ,o texto está bem esclarecido
  • Franciscasexta-feira | 20/06/2014 21:39Hs
    Muito esclarecedor o texto. Adorei!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação