Topo
pesquisar

Curvas de Nível

Geografia

As curvas de nível são muito úteis para representar as feições do relevo terrestre.

Em cartografia, as curvas de nível são representações do relevo produzidas através da utilização de linhas imaginárias (chamadas de linhas altimétricas, quando na superfície, e linhas batimétricas, quando abaixo do nível do mar). Elas possuem o mérito de representar em uma superfície plana os desníveis e a declividade topográfica.

O emprego da técnica de curvas de nível é recomendado em áreas com escala grande, ou seja, em áreas pequenas, em que o nível de detalhamento costuma ser maior. Assim, podemos ter a área de uma vertente sendo representada separando-se as altitudes ordenadamente, de forma que cada altitude representa uma linha do mapa, observe:

Representação de um perfil topográfico em curvas de nível
Representação de um perfil topográfico em curvas de nível

Repare no mapa acima que, quanto mais afastadas as curvas de nível, menor é a declividade, isto é, menos íngreme é o terreno. Ao contrário, quanto mais próximas as curvas, maior é a declividade do local.

Outra consideração necessária é o fato de que todos os pontos localizados sobre uma mesma linha possuem uma igual altitude, sendo essa uma das maiores importâncias dessa técnica de representação cartográfica. O valor dessa altitude é sempre tomado em relação ao nível do mar e é representado pela numeração descrita logo acima da curva, geralmente em metros.

As curvas de nível tendem a ser paralelas entre si e raramente se cruzam, o que só ocorre quando há algum tipo de acidente geográfico incomum, como um barranco, ou seja, quando elas se tocam, é porque uma determinada altitude encontra-se sobre a outra.

Além dessas propriedades, é possível notar que as curvas de nível jamais se bifurcam. Veja mais um exemplo:

Exemplo de uma área maior representada em curvas de nível
Exemplo de uma área maior representada em curvas de nível

Produzir mapas topográficos em curvas de nível, principalmente de áreas um pouco maiores, requer muito trabalho na coleta de dados, como o das altitudes, envolvendo uma rigorosa precisão matemática. No entanto, com os avanços tecnológicos no campo da cartografia, tanto com a aerofotogrametria quanto com as projeções de satélites, muitas vezes esse tipo de mapa é produzido quase que automaticamente, o que facilita estudos geológicos e geomorfológicos sobre a superfície terrestre.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Marilenesegunda-feira | 22/09/2014 12:39Hs
    Parabéns !!!Muito bom mesmo o conteudo.
  • iramar matias feitosexta-feira | 12/09/2014 20:48Hs
    as curvas de nível são muito importante para o mapeamento de uma determinada area.
  • Maria da Paz Ferreira Lustosasegunda-feira | 23/06/2014 08:21Hs
    Amei todo esse conteudo.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de literatura.
CURSO DE LITERATURA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de física.
CURSO DE FÍSICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de matemática.
CURSO DE MATEMÁTICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de redação.
CURSO DE TÉCNICAS DE REDAÇÃO
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação