Topo
pesquisar

Partícula Beta e o Câncer de Pele

Física

PUBLICIDADE

A partícula beta pode ser um pósitron ou um elétron. O elétron é utilizado hoje em uma modalidade médica chamada radioterapia.

Podemos obter os elétrons a partir de elementos radioativos que, em seu decaimento, emitem a partícula beta menos (elétron), ou através do acelerador linear que tem o mesmo princípio de funcionamento do aparelho de raios x convencional.

O elétron é uma forma de radiação corpuscular que transporta energia. A energia transportada pelos elétrons pode ser utilizada com a finalidade de tratar o câncer de pele.

A associação desse tipo de radiação ao tratamento de câncer de pele tem ligação direta com o poder de alcance e penetração que a radiação possui.

As partículas beta mais e beta menos são atenuadas bruscamente em virtude de seu curto poder de alcance por até mesmo uma pequena placa de acrílico. Logo, diversos tipos de câncer superficiais podem ser tratados sistematicamente utilizando elétrons.

Por Frederico Borges
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

Eletromagnetismo - Física - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIBEIRO, Thiago. "Partícula Beta e o Câncer de Pele"; Brasil Escola. Disponível em <http://www.brasilescola.com/fisica/particula-beta-cancer-pele.htm>. Acesso em 29 de agosto de 2015.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
MOTIVAÇÃO A LEITURA E A ESCRITA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PORTUGUÊS PARA O ENEM
PORTUGUÊS PARA O ENEM
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre química
CURSO DE QUÍMICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação