Topo
pesquisar

Lentes

Física

As lentes são dispositivos ópticos que funcionam pela refração da luz. Elas podem ser classificadas como convergentes e divergentes de acordo com o seu formato.

As lentes são dispositivos ópticos que funcionam por refração da luz e são muito utilizadas no nosso dia a dia, como nos óculos, nas lupas, nas câmeras fotográficas, nas filmadoras e em telescópios. O material que as constitui normalmente é o vidro, mas o plástico também pode ser utilizado. As principais características desses dispositivos são a transparência e a superfície esférica.

De acordo com a curvatura apresentada, as lentes esféricas podem ser classificadas como:

Lentes convergentes, ou positivas: quando a parte do centro é mais espessa que as bordas. Elas podem ser de três tipos:

  • Lentes biconvexas: apresentam duas partes convexas;

  • Lentes plano-convexas: possuem um lado plano e outro convexo;

  • Lentes côncavo-convexas: com um lado côncavo e o outro convexo.

Lentes divergentes, ou negativas: se o centro é mais fino que as bordas. Podem ser classificadas como:

  • Lentes bicôncavas: caso apresentem as duas faces côncavas;

  • Lentes plano-côncavas: quando apresentam um lado plano e o outro côncavo;

  • Lentes convexo-côncavas: com um lado convexo e outro côncavo.

A figura a seguir mostra o formato de cada um desses tipos de lente:

A figura apresenta os tipos de lentes convergentes e divergentes
A figura apresenta os tipos de lentes convergentes e divergentes

Além do formato, as lentes também podem ser classificadas de acordo com o comportamento óptico dos raios de luz após atingi-las. Nesse caso, elas podem ser divergentes ou convergentes.

Em uma lente divergente, quando os raios de luz incidem paralelos ao eixo principal, eles sofrem dupla refração e emergem todos para um ponto denominado Foco. Observe a figura:

Comportamento óptico dos raios de luz em uma lente divergente
Comportamento óptico dos raios de luz em uma lente divergente

Como o foco dessas lentes é formado pelo encontro dos raios de luz que emergem delas, ele é classificado como real.

Nas lentes divergentes, os raios de luz incidem paralelos ao eixo principal e, após sofrerem refração, divergem-se, afastando-se uns dos outros, conforme a figura:

Comportamento óptico dos raios de luz em uma lente convergente
Comportamento óptico dos raios de luz em uma lente convergente

O foco das lentes divergentes é obtido pelo prologamento dos raios incidentes. Por esse motivo, ele é classificado como virtual.

Elementos das lentes esféricas

O que caracteriza uma lente esférica são os seus elementos geométricos, que são:

C1 e C2: centros de curvatura das faces esféricas;

R1 e R2: raios de curvatura das faces esféricas;

Eixo principal da lente: onde estão contidos C1 e V1;

e: espessura da lente;

V1 e V2: Vértices da lente.

Veja como é a disposição desses elementos nas lentes:

Disposição dos elementos nas lentes côncavas
Disposição dos elementos nas lentes côncavas

Disposição dos elementos nas lentes convexas
Disposição dos elementos nas lentes convexas

Quando a espessura da lente é muito menor do que o raio de suas faces, ela é denominada lente delgada. Nesse tipo de lente, os vértices V1 e V2 estão praticamente no mesmo ponto sobre o eixo principal e passam a ser chamados de centro óptico.


Por Mariane Mendes
Graduada em Física

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • NATALHAquinta-feira | 13/11/2014 17:40Hs
    ótimo texto
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de literatura.
CURSO DE LITERATURA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de física.
CURSO DE FÍSICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de matemática.
CURSO DE MATEMÁTICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de redação.
CURSO DE TÉCNICAS DE REDAÇÃO
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação