Topo
pesquisar

Laser

Física

O laser emite luz a partir da estimulação por radiação e suas características são: luz monocromática, coerente, direcional e de alta intensidade.

A palavra Laser tem origem no inglês e é a abreviação para Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation, que, traduzindo para o português, significa Amplificação da luz por emissão estimulada de radiação. O funcionamento do laser baseia-se na emissão estimulada, um conceito introduzido por Einstein em 1917. Porém, o laser só foi desenvolvido em 1960, configurando-se como um tipo de radiação eletromagnética visível que tem como principais características:

  • Monocromática: ou seja, a luz do laser apresenta somente um comprimento de onda e, consequentemente, uma única cor.

  • Coerente: se dois feixes produzidos por um mesmo laser forem separados e, em seguida, recombinados, mesmo após percorrerem longas distâncias, ainda haverá uma relação constante entre as fases dos dois feixes.

  • Direcional: o feixe de luz produzido por um laser é formado por ondas produzidas na mesma direção e é bastante estreito, ou seja, propaga-se na mesma direção e sofre o mínimo de dispersão.

  • Alta intensidade: Outra característica é que a luz do laser é muito potente, podendo chegar à ordem de 1012 Watts. Com isso, a intensidade da luz do laser produzida é extremamente grande.

Funcionamento

Um átomo é constituído de um núcleo, onde ficam os prótons e os nêutrons, e da eletrosfera ao redor do núcleo, onde ficam os elétrons em órbita. Cada órbita do elétron possui um nível energético. Quando submetido à energia eletromagnética, o elétron absorve energia e passa a ocupar um nível mais energético do átomo, ou seja, um estado excitado, possuindo uma forte tendência a retornar ao seu nível “natural”. Se o átomo está no estado excitado e novamente recebe uma radiação, esta pode estimular o átomo a passar para o estado fundamental, emitindo outro fóton de energia igual à que foi submetido.

O fóton emitido possui a mesma energia da radiação que estimulou a emissão e, ao atingir outro átomo em mesmo estado, também estimula a emissão de outros fótons com características iguais, produzindo um efeito em cascata. Quando o número de fótons emitidos for maior do que os absolvidos, o laser produz luz.

Entre as utilizações do raio laser, temos: a leitura de código de barras, fabricação e leitura de CDs e DVDs, cirurgias, tratamentos estéticos, geração de sinais a serem transmitidos por fibra óptica, tratamento fototerapêutico, entre outras.


Por Mariane Mendes
Graduada em Física

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Jônathas sobreiraterça-feira | 23/09/2014 11:04Hs
    valeu estava presisando
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos da português infantil.
CURSO DE PORTUGUÊS INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre a reforma ortográfica.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de inglês para crianças.
CURSO DE INGLÊS INFANTIL
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação