Topo
pesquisar

Sífilis (cancro duro)

Doenças e patologias

A sífilis é uma doença bacteriana, transmitida principalmente por via sexual e vertical, que se caracteriza pelo surgimento de diversas lesões na pele.

A sífilis é uma doença infecciosa e contagiosa causada por uma bactéria: a Treponema pallidum. Ela é adquirida, principalmente, via contato sexual desprevenido, com parceiro infectado. Pode ser transmitida de mãe para feto: sífilis congênita.

Conhecer sobre ela é de extrema importância, uma vez que, não sendo curada, pode manifestar complicações sistêmicas e, inclusive, causar problemas como cegueira, paralisia e danos cerebrais.

Seus principais sintomas podem ser confundidos com o de outras doenças sexualmente transmissíveis. Assim, o diagnóstico confirmatório deve ser feito, buscando em amostras de sangue a presença de anticorpos anti-Treponema neste material.

A presença de ínguas na virilha e de pequenas feridas de bordas endurecidas e profundas, ambas indolores, são características da primeira fase. Essas manifestações surgem aproximadamente 15 dias após o contato com a bactéria e, entre três e seis semanas, desaparecem sem deixar cicatrizes. Em razão dessa última característica, o indivíduo pode acreditar que já se curou, deixando de fazer o tratamento.

Quando isso ocorre, após um período de latência que varia entre seis e oito semanas, a doença volta a se manifestar, afetando a pele e órgãos internos de acordo com o grau de comprometimento destes. Dores de cabeça e garganta, mal-estar, febre, além de perda de apetite e de peso são alguns sintomas. O surgimento de ínguas em outras regiões do corpo e lesões de pequeno diâmetro, róseas ou violáceas, planas e indolores são outras características da segunda fase desta DST. O indivíduo pode permanecer nesta por tempo indeterminado, podendo durar a vida toda.

A fase terciária é, na maioria das vezes, destrutiva e incapacitante. Ela consiste na evolução crônica da doença, apresentando sintomas relacionados aos órgãos mais debilitados por ela, podendo levar à morte.

A sífilis pode ser evitada com o uso da camisinha e tratada com a utilização da penicilina: procedimentos que evitam esta gama de complicações.

Recomenda-se que o infectado não tenha relações sexuais neste período.

Mulheres gestantes ou que desejam engravidar devem fazer o exame, a fim de prevenir uma possível contaminação do bebê.
 

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:
A automedicação pode ter efeitos indesejados e imprevistos, pois o remédio errado não só não cura como pode piorar a saúde.
 

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • suelen nascimento soares dos santos sexta-feira | 09/01/2015 14:25Hs
    jesus eu namorei com um menino que ele tinha é não peguei só o seu sangue amém
  • sophia alexia fernandes de souzaquarta-feira | 10/12/2014 14:55Hs
    eu achei muito bom ai a gente se previne
  • Pâmela Castrosexta-feira | 19/09/2014 19:04Hs
    Muito obrigado, texto perfeito! Me ajudou muito em um trabalho de escola. Tirei um dez, foi um dos melhores trabalhos que já fiz de Ciências. Muito obrigado Mariana Araguaia.
  • David Messias terça-feira | 09/09/2014 14:40Hs
    Acho que é o meu caso, mas é possível contaminação sem relações sexuais? Só possuo uma parceira, e acho muito difícil ter sido contaminado por ela...
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de literatura.
CURSO DE LITERATURA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de física.
CURSO DE FÍSICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de matemática.
CURSO DE MATEMÁTICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de redação.
CURSO DE TÉCNICAS DE REDAÇÃO
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação