Topo
pesquisar

Febre da Mordedura de Rato

Doenças e patologias

PUBLICIDADE

Ratos podem causar em nossa espécie a febre da mordedura do rato: doença rara e fatal. Apesar do nome, o indivíduo pode também ser infectado ao ingerir alimentos que tiveram contato com a saliva do animal; ou quando colocam à boca mãos ou objetos contaminados com suas fezes ou urina.

Quando o sujeito, por exemplo, ingere leite contendo Streptobacillus moniliformis e apresenta sintomas, dizemos que são decorrentes da febre de Haverhill. Quando se trata de mordedura, chamamos de estreptobacilose. Essa última se caracteriza pela manifestação de febre, vômitos e dores musculares e articulares e, após poucos dias, erupções cutâneas nas mãos e nos pés.

Caso não seja tratado, o indivíduo pode desenvolver complicações, tais como endocardite, pneumonia, pericardia e infartos.

Já a espiroqueta Spirillum minus é capaz de desenvolver uma variedade dessa doença denominada sodoku, quando se é mordido por este roedor. Neste caso, após a cicatrização do local, a inflamação reaparece, aproximadamente dez dias depois, acompanhada de febre, mal-estar, dor e aparecimento de ínguas. Esses sintomas podem cessar por poucos dias e reaparecer novamente, caso o tratamento não seja feito.

Assim, indivíduos de áreas urbanas onde há pouca higiene; pessoas que possuem esses roedores como animais de estimação; pesquisadores que têm contato com esse tipo de cobaia e alguns biólogos de campo, estão sujeitos, caso não tomem os devidos cuidados; que consistem no uso de luvas, lavar as mãos constantemente e evitar colocá-las na boca quando estiver próximo dos animais.

Em caso de mordedura, a ferida deve ser lavada com água e sabão, sendo imprescindível o atendimento médico. O profissional poderá analisar a necessidade de o paciente ser vacinado contra raiva e tétano.

Para diagnóstico, a análise de amostras de sangue é necessária, a fim de identificar as bactérias no material ou utilizá-lo para cultivo em culturas.

Para tratamento, a penicilina é indicada; entretanto, em casos de alergia, essa pode ser substituída por eritromicina, no caso de febre causada pela Streptobacillus moniliformis, ou tetraciclina para a sodoku.

 

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:
A automedicação pode ter efeitos indesejados e imprevistos, pois o remédio errado não só não cura como pode piorar a saúde.
 

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Doenças Causadas por Bactérias - Doenças - Brasil Escola

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • edilmaquinta-feira | 05/02/2015 14:48Hs
    Cuidado com os textos de internet!!!! sao bons, mas as vezes se atrapalham. ROEDOR NAO TRANSMITE RAIVA!!! por tanto nao se faz uso de vacinacao anti-rabica.
    • Vanessa Sardinha dos Santossexta-feira | 06/02/2015 13:13Hs
      Olá Edilma. Os ratos são animais com baixo risco de transmissão, por isso, normalmente, não se indica a vacinação. Sugerimos a leitura do material do Ministério da Saúde, disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/normas_tecnicas_profilaxia_raiva.pdf
      Equipe Brasil Escola
      3 3
  • Debora cristina ribeiro ferreirasexta-feira | 18/07/2014 10:40Hs
    Gostei muito e estou aprendendo muito
  • Maick gabrieldomingo | 13/04/2014 02:58Hs
    Adorei e esto aprender melhor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de ciências para crianças.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre redação
CURSO DE REDAÇÃO
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
CURSO DE HISTÓRIA
CURSO DE HISTÓRIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação