Topo
pesquisar

Abcesso

Doenças e patologias

Os abcessos são provocados por infecções bacterianas e ocorrem em várias partes do corpo. O abcesso mais comum é o abcesso do folículo piloso.
PUBLICIDADE

Abcessos são provocados por infecções bacterianas. Podem ocorrer em diversos órgãos e tecidos do corpo, e a sua presença indica infecção. Geralmente os abcessos vêm acompanhados de febre alta, calafrios, suores, mal-estar e dor ao toque. A formação dos abcessos se dá pelo acúmulo de pus (líquido pastoso e amarelado contendo células mortas, bactérias e neutrófilos) que fica envolvido por um tecido que isola esse material. Essa é uma forma de impedir que as bactérias presentes nessa região migrem para outras partes do corpo, mas impede também o acesso de antibióticos e a chegada de novos glóbulos brancos ao local afetado.

O tipo mais comum de abcesso tem origem no folículo piloso, na superfície da pele. Eles são mais frequentes em pessoas obesas, pessoas que apresentam seborreia, higiene deficiente, diabetes mellitus, que fazem tratamentos com corticoides, usam roupas apertadas, ou com sistema imunológico debilitado.

Alguns abcessos pequenos podem ser tratados com compressas quentes sobre a região afetada, promovendo a drenagem espontânea do mesmo. Em outros casos, faz-se necessária a drenagem do abcesso. Essa drenagem é feita cirurgicamente ou por punção com agulha, ambos com anestesia local. A drenagem do abcesso acelera o processo de cura e alivia a dor do paciente. Dependendo do tamanho da lesão, o médico pode optar por deixar um dreno no local do abcesso. Muitas lesões desaparecem após a drenagem, outras necessitam de drenagem aliada ao uso de antibióticos.

O profissional especializado deverá ser procurado caso o abcesso seja grande, ou caso ocorram os sintomas citados. Às vezes pode haver abcessos em órgãos profundos e pode ser difícil a distinção entre um abcesso e um tumor. Nesses casos o médico irá analisar o pus drenado para diagnosticar a real situação do paciente. Alguns abcessos em órgãos profundos justificam a internação do paciente.

Paula Louredo
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

MORAES, Paula Louredo. "Abcesso"; Brasil Escola. Disponível em <http://www.brasilescola.com/doencas/abcesso.htm>. Acesso em 03 de novembro de 2015.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • michellesábado | 08/03/2014 18:51Hs
    Um dos meus seios empedrou qnd tive minha filha ela sugava mas qnd o leite veio chegar msm ela ja nao queria pegar mais e nisso crio um abscesso e comprometeu meu seio quase todo de pus tive q fazer uma mini cirurgia pra poder retirar perdi quase metade do meu seio. Gostaria de saber se isso q aconteceu ou a cirurgia interfere na amamentacao qnd tiver um outro filho? Sinto ele murcho diferente do outro e nao incha qnd estou menstruada apenas um.
  • Paula Louredo Moraessábado | 28/01/2012 11:02Hs
    Alexandre, o mehor a se fazer é procurar o médico para que ele lhes diga o que ocorreu e quais as medidas que podem ser tomadas diante do problema. Att. Paula Louredo/Equipe Brasil Escola
  • alexandresábado | 14/01/2012 15:31Hs
    minha mulher fez uma cirurgia de absesso no seios e ficou flacidos e perdeu muito seios ,pq isso ocorreu o q ela deve faser aguardo resposta obg
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos sobre geografia infantil
GEOGRAFIA INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
CURSO DE FRANCÊS
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PREPARATÓRIO PARA O ENEM
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação