Topo
pesquisar

Navegar é preciso, viver não é preciso

Curiosidades

PUBLICIDADE

No mundo das letras, sabemos que o processo criativo nem sempre se encerra na mente geniosa de um escritor capaz de gerar um mundo completamente isento da realidade que o cerca. Cada vez mais, estudiosos vem detectando que vários romances, contos, poemas e canções se mostram ricamente contaminados pelos valores de seu tempo. Em alguns casos, ainda é possível ver que o processo criativo também abraça referências históricas bastante remotas em relação ao tempo em que vive o autor.

Ao falarmos que “navegar é preciso, viver não é preciso”, alguns logo citam a genialidade do escritor português, Fernando Pessoa. Indo um pouco mais adiante sobre o estudo dessa frase, aponta este que, o poeta ao mesmo tempo em que lançava uma sentença sobre a condição do homem, dialogava ricamente com a tradição histórica dos portugueses na exploração dos mares. Contudo, devemos saber que essa interpretação está longe de remontar as origens da afamada frase.

No século I a.C., os romanos viviam ativamente o seu processo de expansão econômica e territorial. Na medida em que Roma se transformava em um império de dimensões gigantescas, a necessidade de desbravar os mares, se colocava como elemento fundamental para o fortalecimento de uma das mais importantes potências de toda a Antiguidade. Foi nesse contexto que o general Pompeu, por volta de 70 a.C., foi incumbido da missão de transportar o trigo das províncias para a cidade de Roma.

Naqueles tempos, os riscos de navegação eram grandes, em virtude das limitações tecnológicas e dos vários ataques piratas que aconteciam com relativa frequência. Sendo assim, os tripulantes daquela viagem viviam um grave dilema: salvar a cidade de Roma da grave crise de abastecimento causada por uma rebelião de escravos, ou fugir dos riscos da viagem mantendo-se confortáveis na cidade de Sicília. Foi então que, de acordo com o historiador Plutarco, o general Pompeu proferiu essa lendária frase.

De fato, a afirmação do general Pompeu surtiu bons frutos. A viagem foi realizada com sucesso e o militar ascendeu ao posto de cônsul com amplo apoio das camadas populares romanas. Pouco tempo depois, esse mesmo prestígio o fez ser um dos integrantes do Primeiro Triunvirato que governou todo o território romano. Afinal, será que foi a vitória da história de Pompeu que levou o lendário escritor português a tomar empréstimo dessa instigante sentença? Quem sabe!


Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

 

 

 

 

Curiosidades - Brasil Escola

 

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Paulo Eugênio Oliveirasábado | 29/03/2014 09:30Hs
    Na verdade, quando Fernando Pessoa falou que "navegar é preciso, viver não é preciso", ele quis dizer, penso eu, que p/ navegar só é possível com precisão. Uma falha da largura de um fio de cabelo na direção te leva a um erro enorme de trajeto. Já viver, não. As coisas da vida dependem de opinião, são subjetivas... Afinal, por que mais viver não seria necessário?..
    • Bruno Martinssexta-feira | 20/06/2014 19:05Hs
      Verdade Paulo. Excelente observação. Ele fez menção à precisão que era navegar, com todos os cálculos, mapas e etc. Já viver, nunca foi tão preciso, calculável. Mas, observemos também, a intenção de quase confundir; de causar espanto com a primeira interpretação.
      13 11
  • Mara Lúcia Madureiraquinta-feira | 29/12/2011 12:38Hs
    O texto esclarece as circunstâncias e motivação da frase e a credita ao seu verdadeiro autor.
  • ANGELAdomingo | 26/06/2011 10:47Hs
    Gostei do texto: é sucinto e de bom conteúdo. Esclarece sem excessos e convida a pensar.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de biologia
CURSO DE BIOLOGIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de italiano
CURSO DE ITALIANO
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
CURSO DE MATEMÁTICA
CURSO DE MATEMÁTICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação