Topo
pesquisar

Porta-Bandeira e Mestre-Sala

Carnaval - Carnaval 2015

PUBLICIDADE

As escolas de samba surgiram no Rio de Janeiro, mas o carnaval foi trazido para o Brasil pelos portugueses na época da colonização.

Nos desfiles são apresentados vários elementos tradicionais, como a ala das baianas, a velha guarda, a bateria, carros alegóricos, porta-bandeira e mestre-sala, dentre outros.

O casal de porta-bandeira e mestre-sala apresenta-se usando trajes que representam a nobreza do século XVIII, porém com o exagero dos enfeites.

Historicamente falando, o casal surgiu no período da colonização, quando a corte portuguesa realizava o entrudo nas casas grandes, as sedes das fazendas.

Registros mostram que durante as brincadeiras realizadas no entrudo, um casal de escravos, encantado com a festa, passou a acompanhar o movimento andando atrás do festejo, observando-o de longe.

Os casais dançavam elegantemente com roupas de gala, o que chamava a atenção dos escravos que os observavam.

Com o passar dos anos, os negros adotaram o entrudo como festa e, durante ela, o casal imitava seus senhores, os barões e baronesas, como motivo de gozação. A brincadeira agradava a todos, tornando-se uma tradição da festa, sendo mais tarde batizados como Porta-Bandeira e Mestre-Sala.

Durante os desfiles das escolas de sambas, os casais de Porta-Bandeira e Mestre-Sala fazem uma apresentação especial para os jurados, com o objetivo de atingir a nota máxima.

A avaliação é feita conforme a exibição do casal, que deve bailar suavemente ao ritmo do samba, fazendo os passos considerados obrigatórios, como meneios, giros, meias-voltas, mesuras e torneados. Além desses, o casal é avaliado pela harmonia entre ambos, a integração dos passos, o cortejo do homem, a proteção e cortesia que dá à sua dama e à bandeira da agremiação – que representa todo o pavilhão da escola de samba.

A avaliação vai também para a apresentação da porta-bandeira, que deve carregar o estandarte da escola sem deixá-lo enrolar ou bater em seu próprio corpo, com leveza, gracejo e correspondendo aos cortejos do mestre-sala.

As roupas do casal devem estar nas cores da escola, mas também adequadas para a apresentação, com acabamentos bem feitos e extremamente luxuosos. Devem também estar adequadas à apresentação, não impedindo os movimentos do casal.

As penalidades ou perda de pontos ficam a critério da apresentação feita, onde o casal não pode ficar de costas um para o outro, no mesmo momento, deixar cair ou perder qualquer elemento da composição de suas roupas e adereços (chapéus, sapato, esplendor, bandeira), mesmo que acidentalmente.

Além do primeiro casal de porta-bandeira e mestre-sala, existem outros casais que se apresentam nos desfiles com a mesma função. Eles servem para treinar outros componentes da escola, caso haja algum imprevisto, além de garantir o preparo das gerações futuras, garantindo a beleza e a qualidade da apresentação.

Muitos deles também cobrem as agendas do primeiro casal, quando são solicitados em festas e apresentações dentro ou fora do país, marcadas na mesma data.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Carnaval - Brasil Escola

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • vitoriasegunda-feira | 10/03/2014 17:53Hs
    Amei esse texto adore o site <3
  • Elienesegunda-feira | 04/03/2013 09:15Hs
    Gostei muito, ajudou bastante minha pesquisa!
  • lays silvaterça-feira | 28/04/2009 09:49Hs
    achei bem legal a forma exposta. Mas acho que poderia ser mais completo.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos de biologia
CURSO DE BIOLOGIA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de italiano
CURSO DE ITALIANO
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
CURSO DE MATEMÁTICA
CURSO DE MATEMÁTICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação