Topo
pesquisar

Vegetação no Brasil

Geografia do Brasil

Os principais tipos de vegetação no Brasil são: Floresta Amazônica, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pantanal e Pampa.

O espaço geográfico brasileiro abrange seis tipos de cobertura vegetal: Floresta Amazônia, Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Pantanal e Pampa. Apesar de essas vegetações sofrerem com o processo de desmatamento desde o período da colonização, elas ainda recobrem uma considerável parte do território nacional. A seguir, as principais características de cada uma delas:

Floresta Amazônica

Também chamada de Floresta Latifoliada Equatorial, é a maior e mais extensa forma de vegetação no Brasil, ocupando também vários outros países da América do Sul. Sua área aproximada, atualmente, corresponde a mais de seis milhões de km², sendo que quatro milhões deles encontram-se no Brasil. Ocupa quase a metade do território brasileiro, apesar de 20% de sua área já ter sido devastada.

Caracteriza-se por ser uma floresta do tipo heterogênea, ou seja, com uma acentuada variedade de espécies vegetais. É do tipo perene (as árvores não perdem as suas folhas em um determinado período do ano), higrófita (com fácil adaptação à umidade) e latifoliada (as folhas costumam ser grandes e largas).

Mata Atlântica

Também chamada de Floresta Latifoliada Tropical, ocupa cerca de 13% do território nacional, sendo menor apenas que a Floresta Amazônica e o Cerrado. É o tipo de cobertura vegetal mais devastado, apresentando atualmente apenas 14% de sua área original. Localiza-se ao longo de todo o litoral brasileiro, estendendo-se da região Nordeste do país. Em alguns de seus trechos, encontram-se os maiores índices de biodiversidade do planeta, ou seja, apresenta uma grande quantidade de espécies de animais e vegetais por m².

Cerrado

É uma formação florestal do tipo Savana, sendo considerado por muitos autores como o mais complexo tipo de savana do mundo. É o segundo maior domínio florestal brasileiro, ocupando mais de 24% da área do país. Assim como a Mata Atlântica, o Cerrado também foi bastante devastado, tendo quase 80% de sua biomassa destruída pela ação do homem.

Em virtude do fato de a baixa umidade ser predominante durante a maior parte do ano, bem como por apresentar um solo pobre em nutrientes, o Cerrado apresenta árvores esparsas, não muito altas e de tronco retorcido para evitar a perda de água. Existem também os chamados Cerradões, em que a formação florestal é mais densa.

Por apresentar um solo muito ácido, seu território pouco favoreceu a agricultura até os anos 1970, quando se descobriu que, acrescendo Calcário ao solo, essa acidez era corrigida. Tal descoberta contribuiu para um avanço da agricultura no país, porém também foi responsável pela intensificação de processo de devastação dessa composição florestal.

Caatinga

Localizada quase totalmente na região Nordeste do Brasil, a Caatinga é o único bioma 100% situado em território nacional, ocupando cerca 10% da área do Brasil. Apesar de ser aparentemente pobre em diversidade, é a mata de clima semiárido mais rica em fauna e flora do mundo, o que justifica a necessidade de sua preservação.

A sua vegetação caracteriza-se por ser do tipo xerófila (que se adapta facilmente à aridez). Sua composição muda conforme variam as condições climáticas. Durante os períodos de estiagem, perde suas folhas e fica praticamente seca. No entanto, durante o período de chuvas, rapidamente se transforma, tornando-se uma vegetação verde recoberta de folhas.

Pantanal

O complexo do Pantanal ocupa parte da região Centro-oeste do país, estendendo-se por outros países, como Paraguai e Argentina. Ocupa cerca de 2% do território brasileiro, caracterizando-se, principalmente, por ser a formação florestal mais heterogênea do país e por ser considerada a maior planície inundável do mundo.

As condições de vida animal nesse ambiente são determinadas pela dinâmica dos fluxos de água. Durante a época das chuvas (a maior parte do ano), os leitos dos rios costumam transbordar, em virtude da baixa declividade do terreno; nesse período, as espécies terrestres migram buscando refúgio e os animais aquáticos se reproduzem. Durante a época das secas, o nível das águas novamente diminui e deixa o solo rico em nutrientes, favorecendo o retorno das espécies de animais e facilitando a reprodução das aves.

Por ser uma zona de transição entre a Floresta Amazônica, a Mata Atlântica e o Cerrado, apresenta uma elevada biodiversidade, chegando a registrar um dos maiores índices de concentração de animais em todo o mundo.

Pampa

Também chamado de Campos Sulinos e Campanha Gaúcha, é uma vegetação de campo, formada por plantas herbáceas (predominantemente rasteiras). Ocupa cerca de 2% do território nacional na região Sul do país e se estende ao Uruguai.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • guilhermeterça-feira | 16/09/2014 11:46Hs
    muito bom vou ser professor na sala de aula e tirei um 9 com esse texto
  • Ezequiel Libonatisexta-feira | 18/07/2014 13:57Hs
    Meus parabéns aos responsáveis! Texto muito bem explicativo!
  • naianesexta-feira | 02/08/2013 11:18Hs
    adora a fauna,e a flora.
  • locasterça-feira | 18/06/2013 22:11Hs
    gostei muito e fiz meu trabalho degeografia perfeitamente
A flora brasileira é bastante diversa e apresenta várias espécies endêmicas
Geografia do Brasil Flora
Imagem do Cerrado que corresponde à vegetação brasileira mais rica em biodiversidade
Geografia do Brasil Tipos de Vegetação
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos da português infantil.
CURSO DE PORTUGUÊS INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre a reforma ortográfica.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de inglês para crianças.
CURSO DE INGLÊS INFANTIL
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação