Topo
pesquisar

Mamíferos do Cerrado

Geografia do Brasil

Alguns dos principais mamíferos que compõem a fauna do bioma Cerrado.
PUBLICIDADE

O Cerrado é uma vegetação predominante em grande parte do território brasileiro. Já chegou a ocupar um quarto da área do país, cobrindo dez estados, mas hoje resta menos de 20% dessa totalidade.

A presença das três bacias hidrográficas, que são as maiores da América do Sul, Tocantins-Araguaia, São Francisco e Prata, favorecem a biodiversidade da fauna e flora.

A partir desses dados, vamos restringir o foco de observação e análise na zoogeografia do Cerrado, ou seja, o potencial faunístico desse domínio fantástico.

A seguir veremos uma série de animais mamíferos que transitam nos variados subsistemas do Cerrado:


Anta (Tapirus terrestris)

Peso adulto entre 140 a 250 kg, está presente em todos os subsistemas do Cerrado, embora se encontre com maior frequência em subsistemas de veredas e ambientes alagadiços e matas ciliares. Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), essa espécie encontra-se vulnerável (VU, Vulnerable).

 

Ariranha (Pteronura brasiliensis)

Peso adulto de 20 kg, transita em mata ciliar. Segundo a IUCN, encontra-se em perigo (EM, Endangered).

 

Bugio-preto ou guariba (Alouatta caraya)

Peso adulto: 8 a 10 kg. Apresenta-se no subsistema de mata ciliar. Segundo a IUCN, está em risco mínimo de extinção (LC, Least Concern).

 

Cachorro-do-mato (Cerdocyon thous)

Peso adulto: 8 kg. Transita no subsistema de campo e cerrado. Segundo a IUCN, também está em risco mínimo de extinção.

 

Cangambám ou Jaratataca (Conepatus semistriatus)

Peso adulto: 1 kg. Trransita nos subsistemas de campo e cerrado. Risco mínimo de extinção.

 

Capivara (Hydrochoerus hydrochaeris)

Peso adulto: 60 a 70 kg. Apresenta-se nos subsistemas de veredas e ambientes alagadiços, bem como em matas ciliares. Risco mínimo de extinção.

 

Cervo (Blastocerus dichotomus)

Peso adulto: 100 kg. Apresenta-se com maior frequência nos subsistemas de campo, veredas e ambientes alagadiços, mata e mata ciliar. Segundo a IUCN, vulnerável (VU, Vulnerable).

 

Cuíca (Philander opossum)

Peso adulto: 4 kg. Transita em todos os subsistemas. Risco mínimo de extinção.

 

Gambá (Didelphis albiventris)

Peso adulto: 1 kg. Transita nos subsistemas cerradão e mata. Risco mínimo de extinção.

 


Gato-maracajá (Leopardus wiedii)

Peso adulto: 6 kg. Transita na mata. Segundo a IUCN, é uma espécie quase ameaçada (NT, Near Threatened).

 

Gato-mourisco (Puma yagouaroundi)

Peso adulto: 10 kg. Transita nas veredas e em ambientes alagadiços. Risco mínimo de extinção.

 

Gato-palheiro (Leopardus colocolo)

Peso adulto: 3 kg. Transita no subsistema de cerrado. Espécie quase ameaçada (NT, Near Threatened).

 

Irara (Eira barbara)

Peso adulto: 8 kg. Transita nos subsistemas de mata e mata ciliar. Risco mínimo de extinção.

 

Jaguatirica (Leopardus pardalis)

Peso adulto: 15 kg. Apresenta-se no cerrado, cerradão, mata e mata ciliar. Risco mínimo de extinção.

 

Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus)

Peso adulto: 20 kg. Transita nos subsistemas de campo, cerrado e mata ciliar. Espécie quase ameaçada (NT, Near Threatened).

 

Lontra (Lontra longicaudis)

Peso adulto: 10 kg. Transita na mata ciliar. Dados insuficientes relativos ao seu status de conservação (DD, Data Deficient).

 

Mão-pelada (Procyon cancrivorus)

Peso adulto: 15 kg. Transita no subsistema de mata ciliar. Risco mínimo de extinção.

 

Onça-pintada (Panthera onca)

Peso adulto: 80 a 100 kg. Transita nos subsistemas de cerradão, mata e mata ciliar. Espécie quase ameaçada.

 

Ouriço-cacheiro (Coendou prehensilis)

Peso adulto: 6 a 8 kg. Transita no cerradão, mata, mata ciliar, veredas e ambientes alagadiços. Risco mínimo de extinção.

 

Paca (Cuniculus paca)

Peso adulto: 6 a 8 kg. Transita no subsistema de mata ciliar. Risco mínimo de extinção.

 

Porco-do-mato, ou queixada (Tayassu pecari)

Peso adulto: 35 a 40 kg. Transita pelos subsistemas do cerrado, cerradão, mata e mata ciliar. Espécie quase ameaçada.

 

Quati (Nasua nasua)

Peso adulto: 5 kg. Transita nos subsistemas de cerradão e mata. Risco mínimo de extinção.

 

Raposa-do-campo (Pseudalopex vetulus)

Peso adulto: 8 kg. Transita no subsistema de campo. Risco mínimo de extinção.

 

Suçuarana (Puma concolor)

Peso adulto: 60 kg. Apresenta-se nos subsistemas de campo, cerrado, cerradão, mata e mata ciliar. Risco mínimo de extinção.

 

Tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla)

Peso adulto: 25 a 30 kg. Transita em subsistema de campo e cerrado. Situação da espécie: vulnerável.

 

Tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla)

Peso adulto: 5 a 8 kg. Transita em todos os subsistemas, mas apresenta-se com maior frequência no campo. Risco mínimo de extinção.

 

Tatu-canastra (Priodontes maximus)

Peso adulto: 30 kg. É encontrado nos subsistemas de campo, cerrado, cerradão e mata ciliar. Situação da espécie: vulnerável.

 

Tatupeba (Euphractus sexcinctus)

Peso adulto: 3 a 4 kg. Transita em campo e cerrado. Risco mínimo de extinção.

 

Tatu-bola (Tolypeutes tricinctus)

Peso adulto: 2 a 3 kg. Transita nos subsistemas de campo e cerrado. Situação da espécie: vulnerável.

 

Tatu-galinha (Dasypus novemcinctus)

Peso adulto: 6 a 8 kg. Transita no subsistema de campo, cerrado, cerradão e mata ciliar. Risco mínimo de extinção.

 

Tatu-rabo-mole (Cabassous unicinctus)

Peso adulto: 3 kg. Apresenta-se em subsistemas de campo e cerrado. Risco mínimo de extinção.

 

Veado-catingueiro (Mazama gouazoubira)

Peso adulto: 20 kg. Transita no subsistema do cerradão, mata e mata ciliar. Risco mínimo de extinção.

 

Veado-campeiro (Ozotoceros bezoarticus)

Peso adulto: 40 a 60 kg. Transita com maior frequência no subsistema de campo e cerrado. Espécie quase ameaçada de extinção.

 

Veado-mateiro (Mazama americana)

Peso adulto: 25 a 30 kg. Transita no subsistema de cerradão, mata e mata ciliar. A IUCN não possui dados suficientes para avaliar seu status de conservação - (DD, Data Deficient).


Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • larissaterça-feira | 11/03/2014 15:22Hs
    Muito bom
  • Sileide Cristina Toledo Silvaquarta-feira | 19/02/2014 22:37Hs
    Eu e minha filha Lívia, adoramos o texto. Valeu muito! Obrigada!
  • victor da silva quarta-feira | 19/09/2012 09:17Hs
    é muito bom o texto
  • semariaquarta-feira | 07/03/2012 12:54Hs
    eu amei obrigada beijos
Características visuais do Cerrado¹
Geografia do Brasil Cerrado
Os mamíferos apresentam pelos cobrindo todo o seu corpo ou parte dele
Geografia do Brasil Mamíferos
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
MOTIVAÇÃO A LEITURA E A ESCRITA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PORTUGUÊS PARA O ENEM
PORTUGUÊS PARA O ENEM
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre química
CURSO DE QUÍMICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação