Topo
pesquisar

Vírus de planta

Biologia

PUBLICIDADE

Doenças vegetais são causadas, em grande parte, por vírus. Estes possuem apenas um tipo de ácido nucleico e proteína, replicam-se somente a partir do seu material genético, e a maioria tem forma cilíndrica. São conhecidos pelo menos 1000 tipos de doenças virais em plantas, provocadas por aproximadamente 400 tipos desses organismos.

Geralmente, o contágio se dá de uma planta para outra, por enxertos (vírus da tristeza, sacarose, exocorte e xiloporose do citrus), disseminação de pólen e sementes (mosaico comum do feijoeiro), ou mesmo por meio de vetores (vírus do mosaico do pepino). Quanto a esse último, os exemplos mais comuns são os pulgões e afídeos, capazes de hospedar cerca de 600 vírus diferentes, geralmente liberados através da saliva.

Existe uma relação de especificidade entre os vírus de plantas e hospedeiros, contribuindo quanto à eficácia do contágio. Entretanto, as próprias condições ambientais e saúde da planta contribuem para tal.

Há, ainda, a possibilidade de um vegetal ser contaminado pelo simples contato mecânico (TWV e o mosaico das cucurbitáceas).

Redução da fotossíntese, síntese proteica, respiração, compostos fenólicos e agentes controladores do crescimento; com consequente aparecimento de manchas, alterações dos órgãos afetados, necrose, redução da produtividade, e retardo do crescimento; são os principais sintomas verificados.

Para diagnóstico, o fator principal é o reconhecimento das alterações causadas. O vetor e especificidade de determinados vírus a plantas específicas, também auxiliam quanto a essa questão.

Como nem sempre o manejo destes patógenos é eficaz, o ideal é que se vise à prevenção ao vírus. Para tal, eliminação de indivíduos doentes e controle de vetores, com o uso de óleo mineral, cultivo de barreiras com plantas resistentes aos vírus e cercamentos com telas, a fim de evitá-los, podem ser medidas muito eficazes.


Curiosidade:

Pesquisadores estadunidenses conseguiram criar um circuito de memória digital, semelhante a um chip de computador, por meio da junção de partículas do vírus do mosaico do tabaco e de platina, envolvidas por uma camada de plástico e um par de eletrodos.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

 

Veja mais!
Seção "Vírus"

Botânica - Biologia - Brasil Escola

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • Izabelsexta-feira | 25/02/2011 18:09Hs
    Este texto me ajudou num trabalho. Ufa! Vlw
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
MOTIVAÇÃO A LEITURA E A ESCRITA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PORTUGUÊS PARA O ENEM
PORTUGUÊS PARA O ENEM
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre química
CURSO DE QUÍMICA
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação