Topo
pesquisar

Sistema genital masculino

Biologia

O sistema genital masculino é formado por órgãos externos, como escroto e pênis; e órgãos internos, como as glândulas anexas.
PUBLICIDADE

O sistema genital masculino é composto pela bolsa escrotal, testículos, vias espermáticas (epidídimo, ducto deferente e uretra), glândulas sexuais acessórias (glândulas seminais, próstata e glândulas bulbouretrais) e pênis.

A bolsa escrotal, um órgão par, também conhecido como escroto ou saco escrotal, é uma bolsa de pele que se localiza abaixo do pênis. No interior dessa bolsa encontramos as gônadas masculinas, mais conhecidas como testículos. Nos testículos podemos encontrar milhares de tubos enovelados chamados de túbulos seminíferos, onde os espermatozoides são produzidos por meio da espermatogênese. Nos túbulos seminíferos, os espermatozoides são nutridos pelas células de Sertoli. A bolsa escrotal, além de proteger os testículos, tem a função de manter a temperatura deles em torno de um grau abaixo da temperatura corporal, fundamental para que ocorra a produção dos espermatozoides.

Figura ilustrando o interior dos testículos

Depois de formados, os espermatozoides saem dos túbulos seminíferos e são encaminhados para os ductos eferentes, de onde seguirão para os epidídimos. Nos epidídimos, os espermatozoides ganharão mobilidade e serão encaminhados para os ductos deferentes, antigamente chamados de canais deferentes. Os ductos deferentes são dois tubos que saem um de cada testículo e passam pelo abdome, contornando a bexiga até fundirem-se ao ducto das glândulas seminais, compondo o ducto ejaculatório, que desemboca na uretra. Todos os espermatozoides produzidos ficam armazenados no epidídimo e nos ductos deferentes até serem eliminados na ejaculação.

As glândulas seminais, também chamadas de vesículas seminais, são encontradas atrás da bexiga e acima da próstata. Elas produzem um líquido alcalino que é lançado no ducto ejaculador e tem a função de nutrir os espermatozoides durante sua viagem em direção ao óvulo. Por ser de natureza alcalina, esse líquido neutraliza o ambiente ácido da uretra masculina e do trato genital feminino, tornando esse ambiente ideal para os espermatozoides. Esse líquido produzido por essas glândulas compõe cerca de 60% do volume total do esperma, também chamado de sêmen.

Figura ilustrando as glândulas que compõem o sistema genital masculino

A próstata tem aproximadamente 4 cm de diâmetro e se localiza abaixo da bexiga urinária. Ela produz uma secreção, nutritiva para os espermatozoides, que constitui entre 15 e 30% do esperma.

Localizadas abaixo da próstata encontramos as glândulas bulbouretrais, também conhecidas como glândulas de Cowper. Durante a excitação sexual, essas glândulas produzem um líquido alcalino que é lançado na uretra com a função de limpá-la, para que haja diminuição de espermatozoides danificados durante a ejaculação.

A uretra é um canal que passa por dentro do pênis e é comum aos sistemas urinário e genital, ou seja, por esse canal são conduzidos o esperma e a urina.

O pênis é o órgão copulador masculino. Ele possui tecidos esponjosos ricos em vasos sanguíneos: os corpos cavernosos do pênis e o corpo esponjoso do pênis. Os corpos cavernosos do pênis são formados por tecido erétil que se enchem de sangue durante a excitação sexual, fazendo com que ocorra a ereção do pênis, tornando possível o ato sexual.

Na extremidade do pênis encontramos a glande, que é protegida pelo prepúcio, que deve ser sempre higienizado para eliminar as secreções de células epiteliais que se acumulam e causam mau cheiro. Há casos em que a glande não consegue ser exposta por causa do estreitamento do prepúcio. Quando isso acontece, dizemos que o indivíduo está com fimose. Nesses casos, o prepúcio deve ser removido cirurgicamente por meio da circuncisão.

Quando o homem atinge o clímax sexual, o esperma é expulso do corpo através da uretra em um processo chamado de ejaculação. Em cada ejaculação o homem expulsa cerca de 3mL a 4mL de esperma, que contém de 300 a 500 milhões de espermatozoides.


Por Paula Louredo
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

MORAES, Paula Louredo. "Sistema genital masculino"; Brasil Escola. Disponível em <http://www.brasilescola.com/biologia/aparelho-reprodutor-masculino.htm>. Acesso em 02 de novembro de 2015.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • PAULAFERNANDAsegunda-feira | 26/01/2015 12:39Hs
    que legal amei me ajudou muito obrigada
  • Roberta Freitas Abreuquarta-feira | 10/12/2014 17:34Hs
    Texto muito bom, é bem resumido.
  • ryanquarta-feira | 22/10/2014 09:59Hs
    qual a diferença entre o esperma e espermatozoides
    • Vanessa Sardinha dos Santosquarta-feira | 22/10/2014 13:38Hs
      Olá Ryan. O espermatozoide é o gameta masculino, já o esperma é o gameta juntamente com os líquidos produzidos pela próstata e vesícula seminal.
      Equipe Brasil Escola
      55 49
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos sobre geografia infantil
GEOGRAFIA INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
AULAS AO VIVO DO ENEM
AULAS AO VIVO DO ENEM
12x R$ 20,83

sem juros

COMPRAR
Motivação a Leitura e a Escrita
CURSO DE FRANCÊS
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
PREPARATÓRIO PARA O ENEM
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação