Topo
pesquisar

Porco (Sus scrofa domesticus)

Animais

Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Artiodactyla
Família Suidae
Género Sus
Espécie Sus scrofa
Subespécie
Sus scrofa domesticus

Porcos domésticos são mamíferos descendentes de javalis da Eurásia, domesticados há muito tempo, provavelmente em época próxima à que ocorreu a domesticação dos cães.

Em razão do parentesco, porcos e javalis se apresentam significantemente semelhantes, e podem cruzar entre si, gerando descendentes férteis. No entanto, ao longo dos anos, algumas modificações significativas ocorreram nos porcos domésticos, muitas delas decorrentes da seleção artificial, visando a domesticação e o destaque de certas propriedades da sua carne. Na atualidade, existe cerca de um bilhão de porcos domésticos, espalhados pelo mundo.

Apesar do nome atribuído a esses animais ser amplamente utilizado de forma pejorativa, são visados, contraditoriamente, para a alimentação; e cada vez mais têm sido empregados em pesquisas, já que a fisiologia e as necessidades nutricionais dos porcos e do homem são muito parecidas. O trato digestivo, dentes, fígado, coração; e susceptibilidade a certas doenças, como artrite; são algumas dessas características semelhantes – além da dieta onívora. Por isso, são considerados animais-modelo para o estudo de doenças humanas.

Alguns pesquisadores apontam que os animais em questão são tão inteligentes que, nesse quesito, conseguem superar os cachorros; e se equiparar a golfinhos, elefantes e grandes primatas. Eles apresentam excelente memória, estruturas sociais complexas, com limite máximo de aproximadamente 30 integrantes; códigos de comunicação bem desenvolvidos e, surpreendentemente, reservam um único local de seu ambiente para que todos os indivíduos do grupo defequem e urinem.

A vocalização dos porcos domésticos é semelhante à dos javalis; e não se apresenta como a única forma de comunicação. Dotados de nove glândulas que secretam substâncias odoríferas, tais animais utilizam-nas para identificar indivíduos de um mesmo grupo. Como não possuem glândulas de suor, quando a temperatura se apresenta em torno dos 25ºC ou mais, direcionam-se a tocas cavadas no solo, ou à lama, para diminuir a sensação de calor.

Quanto à reprodução, os machos dominantes costumam formar haréns com cerca de dez fêmeas. Pode também ocorrer relações homossexuais, geralmente envolvendo a subjugação de um indivíduo sobre o outro.

Não é interessantíssimo?

Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental

DEIXE SEU COMENTÁRIO
  • vitor hugoterça-feira | 07/10/2014 11:01Hs
    muito bom msm esse ai e de verdade kkk
  • elisabethsegunda-feira | 02/11/2009 22:38Hs
    faltou o habitat e seus hábitos
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cursos Brasil Escola + DE 1000 OPÇÕES >> INVISTA EM SUA CARREIRA! <<
Conteúdos exclusivos da português infantil.
CURSO DE PORTUGUÊS INFANTIL
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre a reforma ortográfica.
NOÇÕES DA REFORMA ORTOGRÁFICA
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos de inglês para crianças.
CURSO DE INGLÊS INFANTIL
12x R$ 6,66

sem juros

COMPRAR
Conteúdos exclusivos sobre o ENEM.
PREPARATÓRIO ENEM 2015
12x R$ 10,83

sem juros

COMPRAR
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
R7 Educação